Esporte

Dele Alli brilha, Tottenham vence Real e vai às oitavas da Champions

01/11/2017 20h04

Londres, 1 Nov 2017 (AFP) - O Tottenham dominou e derrotou por 3 a 1 o Real Madrid, nesta quarta-feira pela 4ª rodada do grupo H da Liga dos Campeões, e garantiu a classificação antecipada às oitavas de final da competição, enquanto Cristiano Ronaldo e companhia terão que brigar pela segunda vaga.

O dono da festa em Wembley foi o jovem Dele Alli, autor dos dois primeiros gols da partida, aos 26 minutos de jogo e 10 do segundo tempo, e responsável por puxar os contra-ataques do Tottenham. O dinamarquês Christian Ericksen marcou o terceiro gol inglês aos 19. Aos 34, Cristiano Ronaldo marcou o gol de honra do Real.

O Tottenham, que na temporada passada falhou em se classificar às oitavas de final da Champions, mostrou todo seu potencial diante do atual bicampeão europeu, que se viu dominado pelo rival inglês nas duas partidas entre os clubes nesta edição da competição (1-1 no Santiago Bernabéu, há duas semanas).

Já o Real, que também vem tropeçando no Campeonato Espanhol, no qual está a oito pontos de distância do arquirrival e líder Barcelona, viu acabar sua impressionante marca de 30 jogos sem derrota na fase de grupos da Champions, um recorde histórico.

Com a vitória, o Tottenham se isolou na liderança do grupo H com 10 pontos em quatro rodadas, garantindo a classificação às oitavas. O Real é o segundo colocado com 7 pontos e só não vive situação dramática porque a outra potência do grupo, o Borussia Dortmund (3º, 2 pts), voltou a tropeçar diante do modesto cipriota Apoel (4º, 2 pts), empatando em 1 a 1 na Alemanha (1-1 na ida).

As equipes voltam à campo pela Champions no dia 21 de novembro, quando o Real visitará o Apoel precisando apenas de um empate para avançar de fase, enquanto o Borussia não terá outra opção a não ser vencer o Tottenham em Dortmund e torcer por uma derrota espanhola para seguir vivo na briga pela classificação.

- Dele Alli mostra o caminho -A presença do astro Harry Kane, dúvida por uma lesão na coxa, pareceu motivar o Tottenham, que entrou em campo assim como havia feito no Santiago Bernabeu, muito aplicado na marcação e apostando em rápidos contra-ataques para pegar a defesa espanhola desprevenida. Funcionou.

Os comandados de Mauricio Pochettino deixaram o Real mandar na posse de bola (56% contra 44% no primeiro tempo), mas armavam as chances mais perigosas da partida no contragolpe.

Kane teve a primeira boa oportunidade aos 11 minutos, levando a melhor sobre Sergio Ramos e armando o chute, mas optou por tentar encobrir o goleiro Casilla, que defendeu sem sustos.

Principal preocupação do sistema defensivo do Real, Kane precisou recuar para originar o lance da abertura do placar.

O artilheiro dos Spurs recebeu no meio de campo e a defesa merengue reagiu avançando. Com isso, o lateral-direito Trippier partiu sozinho pela ponta e Kane percebeu, mandando um lançamento preciso que o companheiro pegou de primeira, cruzando rasteiro na medida para Dele Alli marcar de carrinho, para delírio de um lotado estádio de Wembley.

O gol acordou o Real, muito passivo na partida. Cristiano Ronaldo, sumido no jogo até então, também resolveu jogar.

O melhor do mundo chamou o jogo para si e teve duas oportunidades de empatar. Aos 31, em chute de canhota após pedalar diante do marcador, e aos 33, finalizando de primeira um cruzamento rasteiro de Achraf. Nas duas chances, o goleiro Lloris defendeu.

- Torcida grita 'Olé' -Na volta do intervalo, o Real manteve o ritmo, na tentativa de empatar a partida. Do outro lado do campo, porém, encontrou uma equipe pronta para contra-atacar com eficiência.

Aos 10 minutos, a zaga inglesa cortou cruzamento do Real e Dele Alli recebeu na intermediária. O jovem talento dos Spurs deixou Casemiro no chão e arriscou um chute forte. A bola desviou em Sergio Ramos e enganou Casilla, indo parar no fundo das redes.

O panorama da partida se manteve após o segundo gol inglês. O Real continuou pressionando, enquanto o Tottenham, muito bem fechado, esperava a chance de matar o jogo. E ela veio aos 19.

No lance, o trio de ouro dos Spurs mostrou todo o seu potencial. Dele Alli recebeu no meio de campo e puxou o contra-ataque, encontrando Kane pela direita. O atacante dominou e tocou para Ericksen, que invadia a área sozinho. Com categoria, o dinamarquês chutou no contrapé de Casilla. 3 a 0 Tottenham.

Com a enorme vantagem no placar, o Tottenham diminuiu o ritmo da partida e se contentou em tocar a bola, enquanto a torcida inglesa, eufórica, gritava 'Olé!' a cada passe.

O nível menor de atenção dos Spurs abriu uma brecha para Cristiano Ronaldo deixar o dele.

Aos 34, Marcelo apareceu na linha de fundo e cruzou para a área do Tottenham. A zaga não conseguiu tirar e a bola sobrou limpa para CR7 fuzilar as redes e marcar seu sexto gol na competição, da qual segue sendo o artilheiro isolado.

mam-tba/am

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo