Esporte

Perto da aposentadoria, Felipe Massa tem "orgulho da carreira"

09/11/2017 16h35

São Paulo, 9 Nov 2017 (AFP) - O brasileiro Felipe Massa (Williams), que disputará em Interlagos neste domingo seu penúltimo Grande Prêmio de Fórmula 1 antes de se aposentar, falou nesta quinta-feira estar "orgulhoso da carreira" na F1, que começou em 2002 e na qual acumulou 41 pódios, 11 vitórias e 16 poles.

- Chegamos ao GP do Brasil e você está dando seu adeus à F1 pelo segundo ano consecutivo. Agora é definitivo?

"Sim! É a segunda vez que festejo minha aposentadoria no Brasil, mas com certeza é pela última vez na Fórmula 1. Não vejo a hora de me divertir pela última vez correndo em casa, no circuito em que cresci. Espero que a corrida seja boa e que tenhamos um bom resultado. Seria ótimo, depois do que aconteceu no ano passado (quebra do carro e ovação do público na volta ao paddock), seria algo que nunca esqueceria. O que vivi na minha carreira no ano passado eu nunca sonhei. Só torço por uma boa corrida. Não planejei nada, então veremos o que vou fazer depois da corrida."

- Como você descreveria sua carreira?

"Acho que tive uma carreira de sucesso, uma carreira que nunca pensei que poderia ter quando era garoto. A F1 era meu sonho e o realizei, ganhei corridas, lutei por um título de campeão do mundo até os últimos metros (em 2008). Eu talvez seja o piloto que chegou mais perto do título e não conseguiu vencer, então tenho muito orgulho da minha carreira. As pessoas me repeitam e isso é o mais importante. Tenho ótimo relacionamento com a maioria das pessoas com quem trabalho. Estou feliz com o que realizei, ainda tenho muito a fazer, mas deixo a F1 com a cabeça erguida e isso é o mais importante."

- Quais foram os melhores momentos desta última temporada?

"Para ser sincero, não houve momentos incríveis. Começamos a temporada melhor do que estamos terminando. O carro era mais competitivo no início, então não foi um grande ano em termos de desenvolvimento. Mas gostei muito de pilotar o carro após as mudanças na regulamentação técnica. Tive azar em algumas corridas com problemas no carro. Achei que seríamos mais competitivos do que somos, mas me diverti. Fico feliz em ter conseguido tirar o máximo deste carro."

- Quais são seus projetos para o futuro?

"Quero continuar pilotando, me divertindo na pista. É o que faço desde que tenho oito anos. Quando seu trabalho é pilotar, é muita emoção e você se diverte muito, então espero encontrar uma categoria que me dê prazer, como foi na F1 por muito tempo. Vou ter tempo para pensar nisso, encontrar a categoria que convém. Veremos."

Respostas colhidas em coletiva de imprensa.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo