Topo

Esporte

Boateng revela bastidores de último jogo de Ancelotti no Bayern

AFP PHOTO / CHRISTOF STACHE
Boateng agradece torcida do Bayern Imagem: AFP PHOTO / CHRISTOF STACHE

Do UOL, em São Paulo

10/11/2017 13h59

Berlim, 10 Nov 2017 (AFP) - O zagueiro Jerome Boateng revelou detalhes das últimas horas de Carlo Ancelotti como técnico do Bayern de Munique, uma derrota de 3 a 0 para o PSG pela Champions em 27 de setembro, véspera de sua demissão, em entrevista ao jornal alemão "Süddeutsche Zeitung".

Para surpresa geral, o técnico italiano não escalou para esta fatídica partida cinco dos jogadores de maior renome do Bayern, Boateng, Mats Hummels, Franck Ribéry, Arjen Robben e Kingsley Coman.

"Foi muito estranho", lembrou Boateng. "Estávamos na sala de reunião, uma hora e meia antes do jogo disseram a cinco de nós que não jogaríamos, sem nenhuma explicação. Os jogadores em questão ficaram chocados, é o mínimo que se pode dizer".

Enquanto seus companheiros ficaram no banco (Coman e Robben entraram em campo no segundo tempo), Boateng sequer foi relacionado e assistiu ao jogo da tribuna de honra.

Boateng confirmou indiretamente as informações de que os jogadores o Bayern estavam insatisfeitos com treinos demasiadamente leves. "O treino era bem diferente do que estávamos acostumados", afirmou o zagueiro. "Como jogador, você sempre se pergunta se está dando 100%".

Desde a chegada de Jupp Heynckes, técnico de 72 anos que largou a aposentadoria para substituir Ancelotti, o Bayern venceu sete jogos seguidos e reassumiu a liderança isolada do Campeonato Alemão, com quatro pontos de vantagem sobre o RB Leipzig.


 

Mais Esporte