Esporte

Argentina pede prisão de jogador por abuso sexual de afilhada de 11 anos

04/12/2017 17h38

Buenos Aires, 4 dez 2017 (AFP) - A justiça argentina pediu nesta segunda-feira à Interpol a prisão do jogador argentino nacionalizado paraguaio Jonathan Fabbro, que defende o Lobos BUAP, do México, por abuso sexual de sua afilhada de 11 anos entre 2012 e 2016, informou o advogado da acusação.

"Foi enviada uma ordem de captura internacional. A menina neste momento está contida e com acompanhamento terapêutico. Ela sofreu um trauma", declarou o advogado Gastón Marano à emissora C5N.

Fabrro, que namora a celebridade paraguaia Larissa Riquelme, nasceu na Argentina há 35 anos e se nacionalizou paraguaio, jogando pela seleção do novo país. Na Argentina, jogou no Boca Juniors e no River Plate.

O volante atuou também no Once Caldas, da Colômbia, no Guaraní e no Cerro Porteño, do Paraguai, e no Atlético Mineiro.

"A intenção do pedido de prisão internacional é para evitar qualquer possibilidade de fuga. É uma pessoa com recursos e poderia fugir. A causa foi iniciada em abril deste ano. Ele responde por outra denúncia no Paraguai por este tipo de feito", concluiu Marano.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo