Topo

Esporte

Campeã olímpica pede prisão perpétua a médico por abuso sexual

Jeff Kowalsky/AFP
Lawrence "Larry" Nassar é acusado de abusar sexualmente das ginastas dos EUA Imagem: Jeff Kowalsky/AFP

06/12/2017 19h12

Los Angeles, 6 dez 2017 (AFP) - A ginasta McKayla Maroney, campeã olímpica em Londres-2012, disse nesta quarta-feira que o ex-médico da comissão técnica dos Estados Unidos, Lawrence Nassar, acusado de abuso sexual de 140 adolescentes, merece prisão perpétua.

"Abusou da minha autoestima, do meu corpo e deixou cicatrizes na minha mente que nunca vão curar", escreveu Maroney em carta ao tribunal de Michigan, que nesta quinta-feira vai dar o veredito em um dos casos Nassar.

"Larry Nassar merece passar o resto de sua vida na cadeia", disse Maroney, uma das ginastas que denunciou as ações do médico. Nassar ficou 20 anos no cargo e participou de quatro Olimpíadas.

A mãe de McKayla Maroney também enviou carta ao tribunal, criticando com veemência a Federação Estado-unidense de Ginástica, envolvida na polêmica e acusada de fazer vista grossa aos assédios. O Comitê Olímpico dos Estados Unidos (USOC) também foi alvo de suas palavras.

John Thys/AFP
Imagem: John Thys/AFP


"Nossa filha foi abandonada pela Federação Estado-unidense, a Universidade de Michigan e o Comitê Olímpico. Ninguém da USOC nunca entrou em contato comigo, com minha filha e meu marido para saber como estava ou para pedir desculpas", lamentou a mãe.

Também revisou o impacto do caso em sua filha, que revelou que Nassar a abusou aos 13 anos de idade e na Vila Olímpica dos Jogos de Londres 2012. McKayla Maroney conquistou o ouro por equipes na capital britânica.

"Se transformou, foi uma atleta de alto nível, alegre e positiva. Tornou-se uma jovem adulta deprimida, às vezes com pensamentos suicidas", indicou a mãe.

Em novembro, Nassar foi acusado de agressão sexual 22 vezes. Em sete delas, o ex-médico se declarou culpado.

Também assumiu culpa em um tribunal federal, respondendo às acusações de delitos por pornografia infantil, que o estão sentenciando a 60 anos de prisão.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte