Topo

Esporte

Messi prevê renovação total se Argentina fracassar na Copa do Mundo

06/12/2017 18h09

Buenos Aires, 6 dez 2017 (AFP) - Capitão e camisa 10 da seleção argentina, Lionel Messi indicou nesta quarta-feira que se o país tiver resultado frustrante na Copa do Mundo da Rússia-2018, a Argentina vai precisar encarar renovação de todos jogadores.

"Se formos mal neste Mundial, todos precisaremos desaparecer da seleção", falou o craque argentino em entrevista ao canal TyC Sports.

"Vai ser muito complicado que alguém continue, porque já são muitos anos que estamos, muitos jogos. Passamos por várias Copas América (perdidas) e o povo também cansa, quer ver caras novas", sustentou.

Messi e outros jogadores como Sergio Agüero, Gonzalo Higuaín, Javier Mascherano e Sergio Romero perderam as finais das Copa América de 2015 e 2016, além da Copa do Mundo do Brasil-2014.

Ao traçar um diagnóstico da equipe comandada por Jorge Sampaoli, Messi avaliou que existe muito trabalho pela frente antes de sonhar com o título mundial.

"É preciso melhorar se quisermos ser campeões. Como estamos agora, não vai rolar", disse Messi. Para o craque, existem seleções melhores como Brasil, Alemanha, França e Espanha. Ainda assim, o astro mantém o pensamento positivo.

"Acho que temos o tempo necessário para melhorar nestes jogos e antes da Copa. Vamos ter um mês para deixar tudo esclarecido para a estreia", indicou.

Messi defendeu Gonzalo Higuaín, que ficou de fora das últimas convocações. Para o camisa 10, o centro-avante é fundamental para o time de Sampaoli.

"Tem que estar porque é fundamental, é um dos melhores atacantes do mundo e sempre mostra isso", afirmou.

Messi admitiu ter dificuldade na seleção, por conta da pressão das críticas.

"Jogar na Argentina é uma pressão extra para esta geração de jogadores, que foi tão criticada. É mais difícil jogar como local do que como visitantes", admitiu.

Apesar disso, Messi agradeceu o carinho da torcida quando a Argentina enfrentou o Peru no estádio La Bombonera, pelas eliminatórias da Copa do Mundo.

"Do início ao fim foi diferente, o apoio foi grande. Poderiam ter nos incomodado por não termos vencido o jogo, mas fomos aplaudidos", lembrou Messi.

A Argentina vai disputar o grupo D da Copa do Mundo da Rússia, ao lado de Islândia, Croácia e Nigéria.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte