Topo

Esporte

Donnarumma denuncia pressão e quer anular renovação com Milan

12/12/2017 14h07

Milão, 12 dez 2017 (AFP) - O jovem goleiro italiano Gianluigi Donnarumma afirmou ter sofrido "pressões psicológicas" para renovar contrato com o Milan até 2021, mas agora pretende anular o vínculo, segundo informações da imprensa italiana nesta terça-feira.

Segundo o jornal Corriere della Sera, o poderoso agente Mino Raiola, dono dos passes de Ibrahimovic, Balotelli e Pogma, pediu a rescisão do contrato por conta dessas pressões. Segundo o informativo, nem Raiola nem o advogado do jogador estavam presentes quando Donnarumma assinou.

Fenômeno precoce, Donnarumma é titular do Milan desde os 16 anos de idade. Muitos o consideram o sucessor de Buffon na seleção italiana.

Se a renovação de três anos for anulada, Donnaruma voltaria a ter o antigo contrato, que acaba no dia 30 de junho de 2018. O arqueiro ficaria livre para a janela de mercado do fim da temporada.

Segundo vários veículos de informação, o Paris Saint-Germain está interessado em seus serviços. Se o Milan não se classificar para a próxima edição da Liga dos Campeões, a saída do goleiro ficaria mais próxima.

O goleiro recusou a renovação de contrato no último mês de junho, o que iniciou a ira dos torcedores, que fizeram um cartaz com um jogo de palavras "Dollarumma" e jogaram notas de dinheiro falso em direção ao seu gol.

Mas depois o arqueiro renovou por três anos, com salário de aproximadamente 5 milhões de euros por ano, segundo a imprensa local.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte