Topo

Esporte

Grêmio quer a glória mundial diante do poderoso Real Madrid

15/12/2017 13h15

Abu Dhabi, 15 dez 2017 (AFP) - O Grêmio tem a chance de conquistar o mundo pela segunda vez em sua história. Para isso, precisa superar o poderoso Real Madrid, neste sábado, na final do Mundial de Clubes da Fifa, apesar do susto dos merengues na semifinal contra o modesto Al Jazira.

O Real ainda tem o clássico contra o Barcelona no horizonte, daqui a uma semana, dia 23 de dezembro. Os comandados de Zinedine Zidane estão a oito pontos dos catalães, que lideram com folga.

Na semifinal, o Real Madrid esteve perto de ser eliminado pelo Al Jazira. A equipe espanhola perdeu o primeiro tempo por 1 a 0, mas conseguiu a virada em 2 a 1 com gol de Gareth Bale a nove minutos do fim da partida.

Já o Tricolor faz o último e mais importante jogo da temporada, sonhando em repetir a façanha do título da Copa Intercontinental de 1983 e levantar o bicampeonato mundial.

O goleiro Marcelo Grohe vai precisar estar em grande noite para segurar o impulso goleador de Cristiano Ronaldo, que quer aumentar o recorde na artilharia histórica do torneio após conseguir o sexto gol contra o Al Jazira.

"Pela qualidade do Real Madrid, talvez precisem ficar um pouco mais com a bola. É uma qualidade natural", afirmou o arqueiro, sabendo que vai ter muito trabalho.

- Mudanças no Real Madrid -Não é só Grohe que conhece bem o Real, mas todo time brasileiro acompanha a equipe espanhola, algo que não se repete no time de Madri.

"Conheço o Grêmio por ter visto alguns jogos, mas não acompanho o Campeonato Brasileiro", admitiu Zidane após o jogo contra o Al Jazira.

O técnico francês não deve começar o jogo com o trio BBC (Benzema, Bale, Cristiano), já que o galês acabou de voltar de lesão e participou apenas de poucos minutos da semifinal, sendo decisivo ao marcar o gol da vitória.

No Grêmio, a maior dúvida continua sendo quem ocupará o lugar do jovem jogador Arthur. Contra o Pachuca, Michel foi o escolhido para fazer a função da joia, que está na mira do Barcelona. Mas a alternativa não convenceu e o técnico Renato Gaúcho pode promover alguma alteração, sendo Everton e Leo Moura as mais prováveis.

Contra os mexicanos na semifinal, os gaúchos não demonstraram o futebol que encheu os olhos durante a Libertadores. O time precisou da prorrogação para vencer o Pachuca por 1 a 0, o que deixa o time mais cansado contra o Real Madrid.

- Novo duelo Cristiano-Kannemann -"Na Libertadores jogamos melhor do que contra o Pachuca", reconheceu o treinador brasileiro. "Teremos um rival que vai estar mais descansado", indicou Renato.

Cristiano Ronaldo vai voltar a se encontrar com o argentino Walter Kannemann, contra quem teve farpas no jogo do Mundial de Clubes de 2014, contra o San Lorenzo, que perdeu por 2 a 0 para o Real Madrid.

Os merengues buscam o terceiro título do Mundial de Clubes, o sexto se somando às conquistas da Copa Intercontinental. Nos dois casos, seria um recorde.

O Brasil não conquista o título desde a vitória do Corinthians por 1 a 0 sobre o Chelsea, em 2012.

-- Prováveis escalações:

Real Madrid: Keylor Navas - Dani Carvajal, Nacho Fernández, Sergio Ramos, Marcelo - Casemiro, Toni Kroos, Luka Modric - Cristiano Ronaldo, Karim Benzema, Isco.

Treinador: Zinedine Zidane (FRA)

Grêmio: Marcelo Grohe - Edilson, Geromel, Kannemann, Bruno Cortez - Jaílson, Michel, Ramiro, Luan, Fernandinho - Lucas Barrios.

Treinador Renato Gaúcho.

Árbitro: César Ramos (México).

Mais Esporte