Topo

Esporte

Justiça egípcia condena 28 torcedores do Al Ahly a um ano de prisão

REUTERS/Stringer
Policial socorre torcedor ferido após briga dos fãs do Al Ahly e do Al-Masry no Egito Imagem: REUTERS/Stringer

02/01/2018 18h54

Cairo, 2 Jan 2018 (AFP) - Um tribunal de Alexandria condenou a um ano de prisão 28 torcedores do Al Ahly por vestirem camisetas em homenagens aos "mártires" do estádio de Port Said, informaram nesta terça-feira fontes judiciais e de segurança.

Em fevereiro de 2012, 74 pessoas faleceram neste estádio durante uma briga generalizada entre torcedores do Al Masry e do Al Ahly, um dos maiores clubes da África, após uma partida do Campeonato Egípcio.

O drama provocou manifestações contra o governo, que foi acusado de inação diante da violência.

Os 28 condenados foram acusados de vestir camisetas com "declarações ofensivas contra o Estado e incitando os distúrbios" durante a partida do Al Ahly e o clube tunisiano Estrela de Sahel, no estádio Borg al-Arab de Alexandria, em outubro do ano passado.

A relação é muito tensa entre as autoridades do país e os torcedores organizados, muito ativos politicamente.

str-aem/mcd/am
 

Mais Esporte