Topo

Tênis

"Ninguém pode ser favorito aos 36 anos", diz Federer

Don Emmert/AFP
Imagem: Don Emmert/AFP

14/01/2018 13h18

O suíço Roger Federer afirmou neste domingo que em sua idade não pode ser considerado favorito a um torneio de Grand Slam, que conta com adversário como Rafael Nadal o Novak Djokovic. Ainda assim, é ele quem defende a coroa do Aberto da Austrália.

"Com a idade, me sinto obrigado a considerar minhas chances por baixo, porque não acho que com 36 anos se possa ser favorito de um torneio", declarou o atual número dois do mundo, que jogará a competição em busca do 20ª troféu de Grand Slam na carreira.

"Acho que alguém como Rafa, com o ano que passou, e Novak com seus seis títulos aqui, apesar de não sabermos como estão fisicamente, são os dois favoritos", destacou o suíço.

"Mas no final não passam de especulações. As chaves são sempre difíceis", concluiu.

Depois de um 2016 marcado por lesões, Federer viveu o ano de 2017 com grandes conquistas, como os títulos do Aberto da Austrália e Wimbledon.

Federer pode assumir o topo do ranking mundial se levantar a taça e Nadal ser eliminado antes das quartas de final. A estreia do suíço vai ser contra o esloveno Aljaz Bedene (51º).

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!