Topo

Esporte

Árbitro que tentou agredir jogador brasileiro é suspenso na França

15/01/2018 15h17

Paris, 15 Jan 2018 (AFP) - O árbitro da partida entre Nantes e PSG, Tony Chapron, que ganhou fama no mundo do futebol no domingo por tentar chutar um jogador brasileiro antes de expulsá-lo, foi suspenso "até nova ordem", anunciou nesta segunda-feira a Direção Técnica de Arbitragem (DTA) da Federação Francesa.

A DTA anunciou "a suspensão de Tony Chapron, inicialmente escalado para o duelo Angers-Troyes da 21ª rodada da Ligue 1 em 17 de janeiro, até nova ordem", em nota, após reunião de emergência, nesta segunda.

Durante um contra-ataque do PSG, nos últimos segundos da partida, Chapron corria em direção ao gol do Nantes quando cruzou com o zagueiro brasileiro Diego Carlos, que derrubou o árbitro de maneira involuntária.

Ainda no chão, Chapron tentou chutar o brasileiro propositalmente estendendo a perna.

Após uma breve troca de palavras, o árbitro, que também é policial, mostrou um segundo cartão amarelo para o brasileiro, que acabou expulso de campo.

"Chapron, depois de ter revisto as imagens, constatou que a queda foi provocada de maneira involuntária. Por consequência, informou à DTA que reenviou uma súmula complementária à comissão de disciplina da Liga", informou a DTA.

Horas depois do anúncio da suspensão, Chapron pediu desculpas ao zagueiro Diego Carlos pela tentativa de agressão, em comunicado enviado à AFP.

"Durante a partida Nantes-PSG fui golpeado por Diego Carlos. Por este choque, senti uma forte dor de uma lesão recente. Num reflexo negativo, estendi minha perna na direção do jogador", justificou o árbitro, classificando o gesto de "inapropriado".

A Comissão de Disciplina anunciou que "após a leitura do anexo de Tony Chapron, decidiu retirar o segundo cartão amarelo do jogador", já que o árbitro entendeu que o zagueiro não o golpeou de maneira voluntária.

"Por conta disso, Diego Carlos poderá participar do jogo contra o Toulouse, na quarta-feira, pela 21ª rodada da Ligue 1", acrescentou o comitê.

O incidente eclipsou o resultado da partida (vitória por 1 a 0 do PSG) e incendiou as redes sociais com a hashtag #ChapronRouge, um jogo de palavras em francês com Chaperon Rouge (Chapeuzinho Vermelho).

"Não entendo essa reação. É um gesto lunático. É preciso rever muito bem as imagens e que ele se desculpe. Nunca tinha visto algo assim", criticou à AFP o ex-árbitro francês Bruno Derrien.

Chapron, 45 anos, é árbitro do Campeonato Francês há 14 anos, com cerca de 450 jogos em alto nível no currículo. É um dos árbitros de maior prestigio do país e é conhecido por sua intransigência e a maneira direta como se comunica com os jogadores.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte