Topo

Esporte

As duas Coreias concordam em desfilar juntas na abertura dos Jogos

17/01/2018 13h52

Seul, 17 Jan 2018 (AFP) - A Coreia do Sul e do Norte chegaram a um acordo para formar uma única equipe feminina de hóquei sobre gelo e para desfilar juntas, sob uma bandeira favorável a sua reunificação, durante a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno de PyeongChang.

O acordo também prevê o envio de uma delegação norte-coreana composta de 550 pessoas.

Seul tenta fazer desse acontecimento os "Jogos da Paz", em um contexto de forte tensão em função dos programas nuclear e balístico do vizinho do norte. O diálogo recém-iniciado é prova de um apaziguamento perceptível da relação entre os vizinhos da península coreana.

Segundo a agência sul-coreana, estas decisões foram tomadas pelos dirigentes dos dois países em uma reunião de trabalho realizada em Panmunjom, cidade na fronteira onde foi assinado o cessar-fogo, na zona desmilitarizada (DMZ) que divide a península.

Uma delegação norte-coreana visitará as instalações olímpicas na semana que vem na cidade-sede dos próximos Jogos (9 a 25 de fevereiro), situada a 80 km da fronteira com a Coreia do Norte, enquanto atletas do Sul poderão treinar no Norte, na estação de Masikryong.

A delegação norte-coreana, que contará com 550 pessoas, entre dirigentes, animadoras de torcida e jornalistas, chegará a PyeongChang por estrada.

Na semana passada, Pyongyang aceitou enviar uma delegação de esportistas, autoridades de alto escalão e artistas para os Jogos.

Segundo o Ministério sul-coreano de Unificação, o Norte propôs enviar 230 animadoras de torcida aos jogos, além de participar dos Jogos Paralímpicos de PyeonChang, que serão disputados em março.

Em 10 de janeiro, a Coreia do Sul propôs à vizinha desfilarem juntas durante a cerimônia de abertura dos Jogos, assim como formar uma equipe feminina única de hóquei no gelo, projetos que foram aceitos.

Na última segunda-feira (15), ambas as partes concordaram com o envio de uma orquestra norte-coreana de 140 membros à Coreia do Sul, onde farão concertos em Seul e nos instalações olímpicas.

Neste sábado, representantes dos dois países se encontrarão em Lausanne, na Suíça, sede do Comitê Olímpico Internacional (COI), para discutir as modalidades que contarão com atletas do Norte. O COI deve aprovar a participação de atletas norte-coreanos que não se classificaram, ou que deixaram passar a data-limite para se inscrever.

As duas Coreias, que seguem oficialmente em guerra, já desfilaram juntas nas cerimônias de abertura dos Jogos Olímpicos de Sydney-2000, de Atenas-2004 e de Turim-2006.

Por outro lado, nunca tiveram uma equipe conjunta em Jogos Olímpicos, embora formaram uma seleção com atletas dos dois países em 1991 para o campeonato mundial de tênis de mesa.

A Coreia do Norte boicotou Seul-1988, únicos Jogos Olímpicos realizados na Coreia do Sul até Pyongchang-2018.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte