Topo

Esporte

Direção da Federação de Ginástica dos EUA renuncia após escândalo de abusos sexuais

22/01/2018 17h11

Chicago, 22 Jan 2018 (AFP) - A junta diretiva da Federação de Ginástica dos Estados Unidos renunciou, depois do escândalo de abusos sexuais que envolveu o ex-médico do time americano Larry Nassar, anunciou o organismo nesta segunda-feira.

O presidente da junta, Paul Parilla, o vice, Jay Binder, e a tesoureira, Bitsy Kelley, apresentaram suas renúncias no dia anterior.

"Apoiamos suas decisões de renunciar neste momento", disse Kerry Perry, que foi nomeado presidente da USA Gymnastics em novembro.

"Acreditamos que este passo nos permitirá seguir adiante de forma mais efetiva na implementação de mudanças na raiz de nossa organização", acrescentou.

Na semana passada, Nassar escutou pessoalmente o depoimento de aproximadamente 90 mulheres em audiência que vai determinar sua sentença.

O ex-médico foi condenado a 60 anos de prisão em dezembro, por acusações de pornografia infantil. O atual julgamento sobre acusações de abuso sexual pode levá-lo à prisão perpétua. Nassar já se declarou culpado das acusações.

Mais Esporte