Topo

Esporte

Mascherano se despede do Barça e encerra sonho que durou mais do que pensava

24/01/2018 13h26

Barcelona, 24 Jan 2018 (AFP) - O zagueiro argentino Javier Mascherano se despediu do Barcelona, nesta quarta-feira, garantindo que realizou um sonho que "durou mais do que havia imaginado", mas que chegou o momento de dar uma nova direção em sua carreira.

"Há sete anos e meio cheguei aqui para realizar um sonho. O sonho terminou, durou mais do que eu jamais teria imaginado e chegou o momento de dizer adeus", afirmou Mascherano em cerimônia de despedida após confirmação da ida do defensor para o Hebei Fortune, da China.

Mascherano reconheceu que pensava em sair do clube há um tempo: "era uma decisão que tinha que tomar. Vem com os sentimentos que você tem, a idade e o tempo foram indicadores de que ia perdendo protagonismo e que ficava mais difícil".

"Às vezes é preciso aceitar a realidade, que eu não era o jogador que tinha sido antes. Dentro do campo, não tinha a importância que já tive", disse Mascherano, que perdeu espaço na zaga catalã para o francês Samuel Umtiti e o belga Thomas Vermaelen.

"Precisava de uma mudança, é natural. Eu busquei uma forma de solução que fosse boa para todos. Às vezes é necessário reiniciar para começar a arrancar de novo", indicou o argentino, orgulhoso de encerrar a carreira na elite do futebol defendendo o Barcelona. Agora, 'Masche' vai para uma liga menos exigente que a espanhola.

Mas isso não significa que Mascherano vai desistir da briga por uma vaga na Copa do Mundo da Rússia: "o que busquei foi reencontrar a vontade, que pouco a pouco ia se perdendo. Se tenho a possibilidade de ter uma continuidade, na minha idade é importante".

O zagueiro não exitou em dizer que "vivi os melhores momentos da minha carreira no Barcelona. Estou muito contente de deixar o clube assim".

Barcelona e Hebei Fortune oficializaram nesta quarta-feira a transferência do jogador, que foi o último atleta de destaque a se mudar para o campeonato do gigante asiático.

Mascherano vai se reencontrar com o técnico chileno Manuel Pellegrini, que deu a primeira oportunidade ao zagueiro no River Plate, em 2003.

Os clubes não revelaram os valores da transação, mas o diário esportivo catalão Sport revelou que os valores chegariam aos 10 milhões de euros.

Mascherano elogiou os companheiros, com quem levantou 18 troféus com a equipe, sendo 4 títulos da LaLiga, 4 Copas do Rei, 3 Supercopas da Espanha, 2 Ligas dos Campeões, 2 Supercopas da Europa e 2 Mundiais de Clubes.

"Fui um privilegiado. Ser valorizado pelas pessoas que trabalham com você é o melhor prêmio", concluiu Mascherano ao ver as mensagens enviadas pelos companheiros de vestiário do Barça.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte