Topo

Esporte

Halep e Wozniacki decidem Aberto da Austrália e topo do ranking

26/01/2018 13h52

Melbourne, 26 Jan 2018 (AFP) - A longa espera para conquistar um torneio de Grand Slam vai terminar, neste sábado, para uma das duas aspirantes ao título do Aberto da Austrália, a romena Simona Halep (N.1) e a dinamarquesa Caroline Wozniacki (N.2), que também disputam a liderança do ranking WTA.

Ambas tenistas têm perfil similar. Com experiência de mais ou menos 10 anos no circuito, Halep tem 26 e Wozniacki tem 27 anos.

Mas até o momento, as líderes do ranking tiveram que se contentar com troféus relativamente secundários. A romena levantou 16 taças, enquanto a dinamarquesa conquistou 27 e em outubro rompeu barreira importante ao vencer o primeiro WTA Finals.

No sábado as duas disputam a primeira final em Melbourne, a terceira de Grand Slam.

A dinamarquesa venceria o primeiro título deste nível em 43 participações, o que a alçaria à quarta posição de campeãs mais "tardias" das história, enquanto a romena compete em Grand Slam pela 31ª ocasião.

Coincidentemente, as duas também ocuparam a primeira colocação do ranking sem terem conquistado um Grand Slam. Agora Halep é quem está no topo, enquanto Wozniacki ocupou o posto em 2010 e tem a chance de recuperar a posição.

Nas duas finais precedentes, ambas no US Open, Wozniacki sofreu com o retorno ao topo de Kim Clijsters, em 2009, e caiu para a intocável amiga Serena Williams, em 2014.

- Salvando match points -Halep, por outro lado, perdeu a final de Roland Garros para Maria Sharapova, em 2014, e voltou a cair no mesmo saibro francês para a letã Jelena Ostapenko no ano passado.

Em Melbourne, as duas rivais tiveram caminhos complicados e precisaram salvar match points para se manterem vivas no torneio. Wozniacki buscou a virada na segunda fase contra a croata Jana Fett (perdia 5-1, 40-15 no último set) e Halep se safou duas vezes, primeiro contra a americana Lauren Davis (três match points consecutivos com 0-40) e nas semifinais contra a alemã Angelique Kerber (duas bolas).

Para completar a epopeia, a romena torceu o tornozelo no primeiro jogo e desde então entra em quadra com uma proteção.

Em seus estilos de jogo, Halep conta com a capacidade de defender e correr por toda quadra, apesar de se destacar nas disputas de fundo contra Kerber. Já Wozniacki aposta na regularidade no fundo e na capacidade para cometer poucas faltas.

Será o sexto confronto entre as duas tenistas. Wozniacki domina o duelo com 4 a 2 e vem de três vitórias seguidas sobre Halep, duas delas em 2017.

Mais Esporte