Topo

Esporte

Neymar deixará de jogar por 'seis semanas no mínimo', diz seu pai à ESPN Brasil

27/02/2018 20h57

São Paulo, 27 Fev 2018 (AFP) - O atacante astro do Paris Saint-Germain e da seleção brasileira Neymar ficará no mínimo seis semanas sem jogar devido à lesão que sofreu no quinto metatarso do pé direito, afirmou seu pai e agente, que também se chama Neymar, nesta terça-feira (27), à rede ESPN Brasil.

Esta situação impediria a Neymar de participar do duelo mais importante da temporada do PSG, na semana que vem no jogo de volta das oitavas de final da Liga dos Campeões contra o Real Madrid, no qual o clube francês precisará reverter a derrota por 3 a 1 da ida. Por outro lado, o craque da seleção voltaria a tempo para disputar a Copa do Mundo pelo Brasil, em junho.

"O PSG já sabe que não vai contar com o Neymar nos próximos jogos, que não vai contar com o Neymar por seis semanas no mínimo, porque esse tratamento vai durar de seis a oito semanas. Isso já está definido, independentemente de cirurgia ou não", afirmou o pai do atacante ao programa Bate Bola na Veia.

Ainda segunda o pai, "em final de abril o Neymar vai estar apto a jogar futebol".

Durante a entrevista ao vivo ao programa da ESPN Brasil, Neymar pai não esclareceu se o filho terá que ser submetido a uma cirurgia no tornozelo para tratar a lesão, como havia publicado o site Globoesporte.com nesta terça-feira.

Esta informação, que acabou desmentida pelo técnico do PSG, Unai Emery, não teve como fonte a família do jogador, garantiu Neymar pai, explicando que seu filho irá se reunir nesta quarta-feira com o médico da seleção brasileiro, Rodrigo Lasmar, antes de tomar qualquer decisão.

Após um dia de tensão e notícias desencontradas, Neymar pai pediu cautela em relação à lesão da estrela da seleção, que se tornou o jogador mais caro da história ao ser comprado pelo PSG junto ao Barcelona por 222 milhões de euros.

"O tratamento convencional também vai demorar de seis a oito semanas, e só o que precisamos fazer é não causar uma nova fratura lá na frente, que possa prejudicá-lo. Que as pessoas tenham bom senso e critério na hora de falar alguma coisa e se coloquem no lugar da gente", pediu.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte