Topo

Esporte

Comitê Olímpico Internacional retira suspensão da Rússia

28/02/2018 11h33

Moscou, 28 Fev 2018 (AFP) - O Comitê Olímpico Internacional (COI) retirou a suspensão do Comitê Olímpico Russo (ROC), em vigor desde dezembro por um escândalo de doping institucionalizado na Rússia, anunciou nesta quarta-feira o presidente da entidade olímpica russa, Alexander Jukov.

"O Comitê Olímpico Russo está totalmente reintegrado em seus direitos como membro do COI", anunciou, três dias após o encerramento dos Jogos de Inverno de Pyeongchang.

"Hoje recebemos uma carta do COI na qual se restabelece nosso status", completou, antes de explicar que a "reintegração está ligada aos exames antidoping dos atletas russos que disputaram os Jogos de Inverno".

A decisão de suspender o ROC, anunciada em 5 de dezembro, estabelecia a possibilidade de retirada da punição no último dia dos Jogos de Inverno, com o objetivo de permitir aos atletas russos desfilar sob a bandeira do país, mas o comitê executivo do COI rejeitou esta possibilidade.

O COI permitiu a 168 atletas russos considerados "limpos" que disputassem as Olimpíadas na Coreia do Sul sob a bandeira olímpica. A delegação terminou o evento na 13ª posição no quadro de medalhas, com dois ouros.

Um relatório da Agência Mundial Antidoping revelou um vasto escândalo de doping institucionalizado na Rússia, especialmente durante os Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi-2014.

Dois casos de doping envolvendo atletas russos foram revelados durante os Jogos de Pyeongchang: um competidor do curling, que perdeu a medalha de bronze na competição mista, e uma participante do bobsled de duplas, que ficou em 12º lugar.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte