Topo

Esporte

Laços econômicos entre Reino Unido e Rússia

15/03/2018 13h24

Londres, 15 Mar 2018 (AFP) - O Reino Unido e a Rússia têm diversos laços econômicos, que não serão afetados pelas sanções diplomáticas anunciadas por Londres, após o envenenamento em seu território do ex-espião russo Sergueï Skripal.

Esses laços comerciais vão da energia às finanças, passando pelo futebol. Eles perduram apesar da introdução em 2014 de sanções econômicas ocidentais contra a Rússia, por seu papel na crise ucraniana.

Veja abaixo alguns:

- Cerca de 600 empresas britânicas operam na Rússia, de acordo com o site da Embaixada da Rússia em Londres. O Reino Unido aparece entre os dez maiores investidores da Rússia.

- Muitas empresas russas também estão presentes no Reino Unido. Cerca de 60 estão listadas na Bolsa de Valores de Londres, uma plataforma internacional privilegiada para atrair capital estrangeiro, incluindo pesos pesados, como Gazprom, Lukoil, Sberbank, Evra e X5 Retail Group.

Finanças, energia, metalurgia, recursos minerais, transportes, comunicações e produtos farmacêuticos estão entre os principais campos da cooperação bilateral.

- No setor petroleiro, a britânica BP tem uma participação de 19,75% na russa Rosneft, na qual é a segunda maior acionista, atrás do governo russo.

O presidente da BP, Bob Dudley, está no conselho de administração da Rosneft, e as duas empresas colaboram em vários projetos, especialmente no Ártico da Sibéria.

Por sua vez, a empresa petrolífera britânico-holandesa Shell está aliada à Gazprom no projeto de gasoduto Nord Stream 2 entre a Rússia e a Alemanha.

- "En+", o consórcio do bilionário russo Oleg Deripaska, implantado no alumínio e na eletricidade, começou a ser negociado na Bolsa de Valores de Londres em novembro de 2017. Foi a primeira empresa russa a fazer isso, depois de as sanções de 2014 reduzirem o apetite de investidores pelos ativos russos.

O Conselho de Administração da En+ é presidido por Greg Barker, que foi ministro da Energia, no governo do ex-primeiro-ministro britânico David Cameron.

- Os interesses russos e britânicos também se cruzam nos principais clubes de futebol ingleses, especialmente os de Londres.

O magnata do aço russo Alisher Usmanov é um acionista minoritário do Arsenal, de propriedade do americano Stan Kroenke, enquanto o Chelsea é do bilionário russo Roman Abramovitch. O Manchester United tem o grupo aéreo russo Aeroflot entre os principais patrocinadores.

mpa-al/ll

SBERBANK ROSSII OAO

LOUKOIL

EVRAZ PLC

AEROFLOT - RUSSIAN AIRLINES

BP

LONDON STOCK EXCHANGE GROUP PLC

MANCHESTER UNITED

ROYAL DUTCH SHELL PLC

ROSNEFT

GAZPROM

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte