Topo

Esporte

Fifa autoriza jogos oficiais no Iraque, proibidos desde década de 1990

16/03/2018 19h51

Bogotá, 16 Mar 2018 (AFP) - A Fifa autorizou a disputa de jogos oficiais no Iraque, nesta sexta-feira, levantando a proibição que estava em vigor desde a década de 1990 por motivos de segurança.

"Vai ser permitido que se disputem jogos internacionais da Fifa" nas cidades de Erbil, Basora e Kerbala, revelou o presidente da entidade, Gianni Infantino, em coletiva de imprensa após encerramento do conselho do organismo em Bogotá.

As três cidades estavam autorizadas a sediarem apenas partidas amistosas, sob a premissa de que a situação de segurança se mantivesse estável.

"A Fifa deu sinal verde, mas o organizador do campeonato tem que tomar a decisão", de disputar os jogos, acrescentou Infantino.

Por outro lado, a Fifa não acatou o pedido de autoridades iraquianas de aprovar partidas em Bagdad, apesar do dirigente suíço garantir que vai continuar estudando o pedido.

Há anos o Iraque, cujo governo declarou vitória sobre o grupo Estado Islâmico, constrói estádios e pede às instâncias do futebol que possa voltar a disputar jogos oficiais.

As seguidas guerras, o embargo e posteriormente a invasão do país sob regime de Sadam Husein, as violências confessionais e dos jihadistas obrigaram a seleção e os clubes do país a disputarem seus jogos em exílio.

Em 2012, a Fifa levantou a sanção. Mas desde o primeiro jogo internacional organizado -Iraque versus Jordania em Erbil, no Curdistão-, uma queda de energia obrigou o organismo dar um passo atrás.

Infantino presidiu nesta sexta-feira o Conselho da Fifa, que autorizou o uso da vídeo-arbitragem (VAR) na Copa do Mundo da Rússia-2018.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte