Topo

Esporte

Futebol europeu anuncia mudanças nas regras para a próxima temporada

27/03/2018 15h22

Roma, 27 Mar 2018 (AFP) - Possibilidade de regularizar um jogador contratado em janeiro para a Champions, evolução dos regulamentos do fair-play financeiro, mudanças nos horários da Liga dos Campeões... As entidades europeias de futebol confirmaram diversas mudanças em seus regulamentos.

. Uma "jurisprudência Coutinho"?Janeiro de 2018. O Barcelona quebra a banca ao contratar Philippe Coutinho, do Liverpool, por 160 milhões de euros. Em fevereiro, quando a Liga dos Campeões voltou a ser disputada, o terceiro jogador mais caro da história do futebol é obrigado a ficar na tribuna de honra do estádio para ver os novos companheiros eliminarem o Chelsea nas oitavas de final.

Até hoje, um jogador não podia disputar uma mesma edição da Liga dos Campeões por duas equipes diferentes, o que impediu por exemplo a Coutinho de vestir a camisa do Barça na competição continental nesta temporada. A Uefa anunciou nesta terça-feira que "depois da fase de grupos da Liga dos Campeões e da Liga Europa, um clube poderá inscrever três novos jogadores sem nenhuma restrição".

"Esta regra está em acordo com o regulamento vigente dos campeonatos nacionais, nos quais não se impõe nenhuma restrição de jogadores num novo clube após a janela de transferência de inverno", explicou a Uefa em seu site.

. Diferente gestão dos jogos A Liga dos Campeões 2018-2019, a primeira na qual quatro vagas da fase de grupos estarão garantidas para cada um dos quatro grandes campeonatos europeus (Espanha, Inglaterra, Alemanha, Itália), terá outras mudanças, a maioria delas já anunciadas pela Uefa.

Algumas mudanças afetam todo os técnicos: para a Supercopa da Europa e as finais da Liga dos Campeões e da Liga Europa, estará autorizado relacionar 23 jogadores para uma partida, ao invés de 18.

Isso oferecerá "mais opções de substituições e facilitará a gestão para os jogos mais importantes da temporada", diz a Uefa.

A entidade europeia confirma que autorizará, a partir da próxima temporada, uma quarta substituição em caso de prorrogação nos jogos de mata-mata. "Exclusivamente na prorrogação", insistiu a Uefa.

. Fair-play financeiro 2.0Outra entidade europeia e outros anúncios: a Associação Europeia de Clubes (ECA), reunida em assembleia geral em Roma, anunciou uma nova série de regras em acordo com a Uefa. Segundo a ECA, essas mudanças deverão ser aprovadas no próximo Comitê Executivo da Uefa, previsto para 24 de maio, e entrariam em vigo para a próxima temporada.

A ECA validou o princípio de uma evolução das regras atuais do fair-play financeiro, buscando reduzir "a duração das avaliações", explicou Michael Verschueren, responsável pelo grupo de trabalho que tratou dos dossiês financeiros, citando o período atual de "18 a 22 meses para que a Uefa possa intervir".

"Introduzimos dois novos indicadores. O primeiro trata do nível de endividamento máximo em relação ao Ebidta (receita antes de impostos) do clube", explicou.

O segundo indicador diz respeito aos gastos com transferências, com um saldo máximo de 100 milhões de euros entre os gastos e vendas durante uma janela do mercado.

"Se um clube ilude um desses indicadores, a Uefa terá um mecanismo que lhe permitirá comprovar rapidamente se as regras estão sendo respeitadas. Isso permitirá atuar muito mais rápido que no passado", continuou Verschueren.

A entidade europeia poderia neste caso verificar o orçamento do clube para o ano em andamento e o anterior, assim como a previsão orçamentária para o próximo ano.

. Horários diferentesO pontapé dos jogos europeus vai mudar de horário.

"As partidas das fases preliminares, da fase de grupos, das oitavas de final, quartas de final, semifinais e final da Liga dos Campeões começarão às 21 horas (horário da Europa Central)", disse a Uefa, que já havia anunciado esta mudança.

"Para cada noite de jogos da fase de grupos, dois jogos de terça-feira e dois jogos de quarta-feira começarão às 18h55 (também do horário da Europa Central)", estipulou a Uefa, que se reserva o direito de formular "exceções a essa regra".

Em relação à Liga Europa, se manteve dois turnos de jogos na fase de grupos, na primeira fase e nas oitavas de final.

stt-ebe-cda/am

Mais Esporte