Topo

Esporte

Sevilla cede virada e Bayern dá passo importante nas quartas de final da Liga dos Campeões

03/04/2018 18h42

Sevilha, Espanha, 3 Abr 2018 (AFP) - Depois de eliminar o gigante Manchester United, o Sevilla não conseguiu se impor em casa contra o Bayern de Munique, nesta terça-feira, e perdeu por 2 a 1 na partida de ida das quartas de final da Liga dos Campeões.

Os andaluzes até saíram na frente, com gol de Pablo Sarabia aos 32 minutos do primeiro tempo, mas Jesús Navas tocou para as próprias redes para empatar o duelo, aos 37. Na segunda etapa, Thiago Alcântara virou aos 23 minutos e garantiu excelente vantagem para a partida de volta.

As equipes se reencontram na próxima semana, dia 11 de abril, na Allianz Arena. O Sevilla precisa de uma vitória por dois gols de diferença para avançar para às semifinais da Champions pela primeira vez em sua história, enquanto o Bayern joga pelo empate.

Os alemães finalmente tiraram do caminho uma estatística incômoda contra times espanhóis. Nas últimas cinco viagens ao país, a equipe perdeu todas. E desde que conquistou a 'Champions', em 2013, o Bayern foi eliminado por equipes espanholas em quatro ocasiões.

Agora os comandados de Jupp Heynckes estão muito perto de se colocarem entre os quatro melhores times da Europa. "No intervalo eu fui bem claro e na segunda etapa nós tivemos controle do jogo. Nossa vitória é merecida", afirmou o comandante alemão.

"É um sentimento agridoce. No primeiro tempo nós empolgamos e tivemos chances, mas o primeiro gol deles nos afetou e eles voltaram melhor na segunda etapa. Vamos para Munique para lutar", afirmou Sarabia após a partida.

Já o técnico italiano Vincenzo Montella considerou que o time "não teve sorte". "É uma pena, porque a equipe jogou com orgulho diante um Bayern muito forte. Controlamos o jogo no primeiro tempo com o 1-0, com um pouco mais de posse. Agora temos poucas chances, mas vamos com orgulho, como sempre, até o final", acrescentou.

- Intensidade espanhola -Os visitantes começaram melhor na partida, mas o time da casa conseguiu equilibrar apostando na intensidade e marcando a saída de bola dos alemães.

A primeira jogada de grande perigo foi justamente para os espanhóis, que se aproveitaram do caloroso clima do estádio Sánchez Pizjuán para incomodar a defesa alemã. E foi uma daquelas oportunidades que não se pode desperdiçar contra o gigante bávaro.

Aos 19 minutos, Ben Yedder dividiu no alto e a bola sobrou limpa entre a marca do pênalti e a pequena área. Sarabia ajeitou o corpo e bateu de chapa, mas mandou pelo lado esquerdo do gol de Ulreich.

A resposta alemã veio com chute de longa distância do brasileiro naturalizado espanhol Thiago Alcântara, aos 25 minutos, e Sarabia também arriscou da intermediária para defesa de Ulreich, aos 30.

No lance seguinte, Sarabia se redimiu e abriu o placar para os andaluzes aos 32 minutos. O atacante recebeu lançamento de Escudero pelo lado esquerdo, ganhou de Javi Martínez e desta vez não perdoou cara a cara com o arqueiro, tocando firme com a canhota.

O Bayern mexeu em campo ainda na primeira etapa, com James Rodríguez entrando no lugar do chileno Arturo Vidal, que torceu o tornozelo no início do jogo. E logo na primeira participação do colombiano os bávaros empataram.

O camisa 11 recebeu na intermediária e entregou para Franck Ribéry pela ponta esquerda. O francês tentou achar Lewandowski no meio da área, mas a bola desviou em Jesús Navas e entrou mansinho no gol de Soria, aos 37 minutos. Gol contra o meia espanhol.

- Controle alemão -Na volta do intervalo, o Sevilla acelerou o jogo e teve chance de se recolocar na frente. Após jogada de Correa e Ben Yedder, Vázquez teve tudo para marcar o segundo gol mas foi impedido por Javi Martínez na hora "H", aos 4 minutos.

Depois disso, o Bayern chamou a bola para si e tomou conta do ritmo do jogo. A estratégia inicial dos andaluzes não se sustentou e os jogadores começaram a demonstrar cansaço. Do outro lado, o empate com gols fora de casa era uma boa vantagem para os bávaros, que administravam a partida.

Trocando passes, o time alemão abriu espaço na zaga espanhola e após cruzamento de Muller pelo lado direito, Javi Mertinez apareceu livre para tocar de chapa. A bola só não entrou porque Soria fez milagre em cima da linha, aos 20.

Mas o goleirão do Sevilla não conseguiu evitar o gol de Thiago Alcântara, aos 23, que recebeu cruzamento de Ribéry e tocou de cabeça dentro da pequena área. A bola ainda desviou em Escudero para impossibilitar qualquer reação do arqueiro.

Os espanhóis tentaram buscar o gol de empate, mas o medo de um contra-ataque que definisse a eliminatória deixou a equipe retraída. Sumido durante o jogo, Lewandowski levou perigo aos 38 minutos.

Resta ao Sevilla a viagem à Munique para tentar uma classificação histórica contra mais um gigante do futebol europeu.

fa

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte