Topo

Esporte

"O árbitro marcou uma falta que só ele viu", critica Buffon

11/04/2018 19h15

Madri, Espanha, 11 Abr 2018 (AFP) - O lendário goleiro da Juventus Gianluigi Buffon criticou com dureza o árbitro inglês Michael Oliver por marcar um pênalti nos acréscimos que deu a vaga nas semifinais da Champions ao Real Madrid: "O árbitro marcou uma falta que só ele viu".

Depois da Juventus igualar a eliminatória marcando três gols no Santiago Bernabéu (derrota por 3-0 na ida em Turim), o árbitro anotou um pênalti de Medhi Benatia em Lucas Vázquez que Cristiano Ronaldo converteu nos acréscimos.

"Estou muito orgulhoso de ter companheiros como os que tenho", começou dizendo à emissora Bein Sports o goleiro, expulso por reclamação após a marcação do pênalti.

"Tínhamos feito algo que parecia impossível. Uma pena que tenha acabado assim, não foi justo", continuou.

Sobre a jogada do pênalti, Buffon, que já anunciou a aposentadoria ao fim da temporada e provavelmente disputou sua última partida europeia com a Juve, explicou: "O árbitro marcou uma falta que só ele viu".

"Para ter grandes jogos a nível europeu, é preciso grandes atores: jogadores, técnicos, torcedores... e árbitros. É preciso ter uma certa sensibilidade para entender que em certos momentos, se você não tem essa sensibilidade em relação ao que está acontecendo em campo, é que você não merece estar dentro de campo", criticou.

"Neste caso, o melhor você ficar na arquibancada com seu pai, seus amigos, com uma batata frita e uma Coca-Cola, assistindo ao jogo".

"Não se pode fazer algo assim", continuou o goleiro, que, à emissora italiana, declarou que o árbitro tinha "um saco de lixo no lugar do coração".

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte