Topo

Esporte

"Um árbitro mais experiente não marcaria", diz Buffon sobre pênalti

AP Photo/Francisco Seco
Imagem: AP Photo/Francisco Seco

14/04/2018 17h14

Roma, 14 Abr 2018 (AFP) - Gianluigi Buffon voltou a comentar o pênalti marcado no fim do jogo entre Juventus e Real Madrid, neste sábado, indicando que "um árbitro mais experiente não teria marcado".

"No final, apesar de serem pensamentos expressados de maneira excessiva, tratavam-se de pensamentos que tinham uma lógica e que voltaria a expressar. Talvez com outra linguagem, digamos mais civilizada", indicou o arqueiro da Velha Senhora em entrevista ao 'Le Iene' que será difundida em sua totalidade no domingo.

Expulso após protestar a decisão do árbitro, Buffon indicou que o inglês Michael Oliver tinha "uma lata de lixo no lugar do coração". O time merengue teve um polêmico pênalti marcado no último minuto, convertido pelo português Cristiano Ronaldo.

Para o arqueiro, as declarações são de "um homem que não se esconde atrás de um véu de hipocrisia e que expressa o que dizem suas tripas".

"No fundo, o que disse eu mantenho plenamente", acrescentou o goleiro de 40 anos.

"Um árbitro mais experiente não teria marcado, teria deixado jogar, teria ido para o outro lado e permitido aos dois times jogarem a prorrogação. Teria nos deixado falar em campo", explicou Buffon.

"Não estamos no caso em que se possa dizer 'para mim, com certeza, é pênalti'. Não digo que não foi pênalti, digo que é duvidoso", acrescentou.

"É um rapaz que fará uma grande carreira, mas que não teve sorte. Penso que colocaram um árbitro jovem demais para o tipo deste jogo", indicou sobre Oliver, de 33 anos.

"Tinha que defender meus companheiros e os 5.000 torcedores que vieram nos acompanhar. Deveria fazer isso apesar de borrar minha imagem", acrescentou sobre os protestos no Santiago Bernabéu.

Mais Esporte