Topo

Esporte

Cruzeiro fica no empate com Universidad de Chile na Libertadores

19/04/2018 23h48

Santiago, 20 Abr 2018 (AFP) - O Cruzeiro precisou se contentar com um empate sem gol com a Universidad de Chile, nesta quinta-feira no estádio Nacional de Santiago, um resultado que mantém as duas equipes com vida no forte Grupo 5 da Copa Libertadores-2018.

Diante de 45.000 pessoas, 'La U' e a Raposa fizeram partida movimentada, mas de baixa nível técnico. Os chilenos dominaram o primeiro tempo, mas foram ameaçados na segunda etapa pelos rápidos contra-ataques puxados pelo Cruzeiro.

Com este resultado, o Cruzeiro soma dois pontos e segue na 3ª colocação do grupo, à frente do lanterninha Vasco (1 pt). Já a Universidad de Chile chegou aos 5 pontos e é a vice-líder da chave, atrás apenas do argentino Racing, que tem 7 pontos.

Na próxima rodada, na semana que vem, Cruzeiro e Universidad de Chile voltam a se enfrentar, desta vez no Mineirão, enquanto o Vasco, goleado mais cedo pelo Racing por 4 a 0, recebe o líder da chave em São Januário.

- Um tempo para cada lado -Em posição crítica no grupo, o Cruzeiro optou por esperar a Universidad de Chile no início do jogo e ver como o adversário lidaria com a partida.

Os chilenos aceitaram o convite e tomaram as ações da primeira meia-hora de jogo, enquanto a Raposa se segurava bem na defesa, mas com muita dificuldade para chegar ao ataque.

Aos poucos, o time comandado por Mano Menezes foi ganhando espaço e tranquilidade para trocar passes e, na melhor chance da primeira etapa, Lucas Silva apareceu na entrada da área e arriscou uma bomba que foi parar no travessão do goleiro Johnny Herrera, aos 36.

Na volta do intervalo, o jogo ganhou em emoção, com o Cruzeiro mostrando mais disposição para atacar. Mesmo assim, quem começou assustando primeiro foi La U.

Aos 20 minutos, após uma boa trama do ataque chileno, a bola foi cruzada na área cruzeirense e Rodríguez apareceu para cabecear com muito perigo, obrigando Fábio a fazer linda defesa.

Nos minutos finais, a Raposa mostrou sua força com a entrada de Sassá, que infernizou a zaga chilena.

Sempre apostando no contra-ataque, o Cruzeiro criou três grandes chances de abrir o placar e somar a primeira vitória na Libertadores, mas o chute de Arrascaeta (23) raspou a trave de Johnny Herrera, Thiago Neves (41) chutou para fora sozinho de dentro da área e Sassá (42), na pequena área, teve o chute cortado pela zaga chilena, que quase marcou contra a própria meta.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte