Topo

Esporte

COI mostra preocupação com preparativos e cobra organização da Tóquio-2020

TORU HANAI/REUTERS
John Coates e Yoshiro Mori durante evento organizado pelo Comitê Olímpico Internacional nesta terça-feira (24) Imagem: TORU HANAI/REUTERS

24/04/2018 14h59

O presidente do comitê de coordenação do COI, John Coates, pressionou a organização dos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 nesta terça-feira (24), quando cobrou respostas com urgência às preocupações de várias federações internacionais.

"Vocês são a próxima cidade organizadora, e a urgência é muito evidente para vocês", declarou Coates em uma coletiva de imprensa realizada na capital japonesa. O recado foi direto para Yoshiro Mori, presidente do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio-2020, que estava sentado ao lado de Coates.

"Enquanto fazem as apresentações, devem responder as questões e ser francos nas respostas. É importante", acrescentou o vice-presidente australiano do COI. "Pode ser que não seja de sua natureza, mas as questões vão começar a surgir."

Em novembro, representantes de mais de 200 comitês nacionais olímpicos visitarão Tóquio, além de representantes de federações como triatlon, vela e judô. Alguns mostraram preocupação pelos preparativos das Olimpíadas, que voltam ao Japão depois da edição de 1964.

Os dirigentes do triatlon mundial tinham mostrado sua preocupação no ano passado, pela alta taxa de bactérias detectadas nas águas onde os atletas nadarão em 2020.

"O triatlon sempre está preocupado com a qualidade da água. Serão realizados testes para supervisionar a melhoria na qualidade da água", disse Coates.

O dirigente também se referiu à polêmica entre os responsáveis da vela e pescadores locais, sobre a presença de barcos em águas olímpicas: "me garantiram que a situação está sob controle, mas de qualquer maneira recebe a atenção que merece".

A organização de Tóquio 2020 anunciou em dezembro uma redução de orçamento de 1,4 bilhões de dólares.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte