Topo

Esporte

Cavani quer continuar no PSG, mas pede união no grupo

02/05/2018 15h24

Paris, 2 Mai 2018 (AFP) - O uruguaio Edinson Cavani garantiu que quer continuar no Paris Saint-Germain, em declarações à RMC nesta quarta-feira, mas pediu mais união para o clube conseguir alcançar o sonho de conquistar a Liga dos Campeões.

"Tenho contrato até 2020 e acho que a história de amor com este clube cresce com o tempo. Estou muito feliz no PSG, tenho muita vontade de alcançar os objetivos propostos pelo clube. O objetivo é ganhar a Liga dos Campeões", declarou à emissora francesa.

Para o atacante de 31 anos, o levantar a "orelhuda" seria mais fácil com um PSG "mais unido". Nesta temporada, a equipe foi eliminada pelo Real Madrid nas oitavas de final.

"Talvez faltou estarmos um pouco mais unidos, juntos... Nos expressar um pouco mais como grupo, não apenas como um time, mas como uma família", insistiu o maior artilheiro da história do PSG.

Cavani não quis avaliar se seus companheiros passaram poucas bolas para ele no duelo contra o Real Madrid, em especial o brasileiro Neymar.

"Não é meu trabalho analisar estas coisas, dizer porque toquei tão pouco na bola. Sei que não sou tecnicamente extraordinário, que não posso driblar quatro ou cinco jogadores, mas um time não precisa só disso", indicou.

O uruguaio voltou a falar da polêmica com Neymar sobre quem deveria bater os pênaltis da equipe: "é verdade que houve um problema neste momento com Neymar. Conversamos... Eu disse que sou o primeiro a querer que ele ganhe prêmios individuais, mas desde que coloque os objetivos coletivos na frente".

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte