Topo

Esporte

Neymar "estará 100%" para estreia do Brasil na Copa, afirma Edu Gaspar

21/05/2018 15h13

Teresópolis, Brasil, 21 Mai 2018 (AFP) - O atacante Neymar, em fase final de recuperação de lesão, "estará 100%" para jogar a partida de estreia do Brasil na Copa do Mundo no dia 17 de junho, revelou nesta segunda-feira Edu Gaspar, coordenador de seleções da CBF, durante coletiva de imprensa em Teresópolis.

O camisa 10 da equipe do técnico Tite se apresentou à seleção nesta segunda-feira na Granja Comary, onde o Brasil irá realizar a primeira parte de sua preparação para o mundial. Segundo Gaspar, Neymar poderá até disputar os amistosos pré-Copa, contra a Croácia (3 de junho), em Liverpool, e Áustria (10 de junho), em Viena.

"Vou passar o que me passam. Conversando com Fábio (Mahseredjian) e Ricardo Rosa (preparadores físicos), eles estão bastante otimistas com a recuperação de Neymar, para um período de jogo ou jogo inteiro (contra a Croácia). Levando em consideração o que eles trazem para nós de informação, nos dá segurança de que ele possa estar 100% já no primeiro jogo para o dia 17", dia em que o Brasil inicia sua caminhada na Copa do Mundo contra a Suíça, em Rostov-on-Don.

Neymar, que está na última fase de recuperação da lesão no pé direito sofrida em final de fevereiro, voltou a treinar com bola há pouco mais de uma semana.

O coordenador da seleção explicou o plano traçado para a recuperação do maior craque do Brasil, afirmando que a comissão técnica está tão preocupada com a preparação mental de Neymar quanto com a física.

"Neymar vai seguir o protocolo que já vem fazendo no Paris Saint-Germain. Tem essa parte física, depois técnica, mas também a parte emocional, da responsabilidade, para que ele tenha a real dimensão do que estamos pensando", continuou.

- Favoritismo não assusta -Para Gaspar, um dos trunfos da seleção é o fato de que grande parte dos jogadores convocados vive grande fase em seus clubes, o que fortalece o conjunto brasileiro de cara para uma Copa do Mundo.

"Eu posso dizer que a maioria está chegando com a autoestima muito legal, com títulos importantes, sendo destaques em seus clubes. Temos que aproveitar esse bom momento dos atletas. E os outros atletas que não chegam nesse nível, como os jogadores que vêm de período de lesão, é importante passar para eles como são importantes para que retomem o quanto antes seu melhor desempenho", analisou o coordenador, que não se esquivou ao ser perguntado sobre o favoritismo da seleção.

"Temos que parar de ter medo da positividade. Parar de ter medo de falar que o Brasil é um dos favoritos. Mas também temos que ter consciência de não transformar isso em um peso. Mas ser realista. Somos uma seleção que vai brigar pelo título. Temos uma grande seleção".

Após uma semana de treinos na Granja Comary, a delegação brasileira viaja no dia 27 rumo a Londres, onde finalizará a preparação para os dois últimos amistosos pré-Copa do Mundo, contra Croácia e Áustria.

O Brasil integra o Grupo E da Copa do Mundo da Rússia e estreia no dia 17 de junho contra a Suíça, em Rostov-on-Don. Em seguida, medirá forças com Costa Rica (22 de junho), em São Petersburgo, e Sérvia (27), em Moscou.

am

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte