Topo

Esporte

Milan diante de punições por desrespeitar fair-play financeiro

22/05/2018 17h48

Lausana, Suíça, 22 Mai 2018 (AFP) - Acusado de não respeitar as regras do fair-play financeiro, o dossiê do Milan foi transmitido à instância de julgamento de controle financeiro dos clubes, segundo anúncio da Uefa nesta terça-feira, abrindo espaço para possíveis punições.

A câmara de instrução de controle financeiro dos clubes (ICFC) decidiu "transmitir o dossiê do Milan à câmara de julgamento por não respeitar as regras do fair-play financeiro, em referência sobretudo pela necessidade de equilíbrio financeiro", indicou a Uefa em comunicado.

Após exame das peças e das explicações dadas pelo clube, "a câmara de instrução da ICFC considera que as circunstâncias não permitem a conclusão de um acordo" com o clube, como pedia a entidade italiana.

Os juízes instrutores avaliam que "não existem certezas sobre o refinanciamento de um empréstimo que deve ser reembolsado em outubro de 2018".

Propriedade do ex-primeiro ministro italiano Silvio Berlusconi, o prestigioso clube italiano foi comprado oficialmente em 13 de abril por 740 milhões de euros, por investidores chineses liderados pelo misterioso Li Yonghong.

Desde então, a Uefa se preocupou pela estabilidade financeira do clube, que gastou 200 milhões de euros na contratação de jogadores durante a pré-temporada, precisando pedir um grande empréstimo ao fundo de investimentos americano Elliott.

A decisão final sobre eventuais suspensões vai acontecer no início de junho.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte