Topo

Esporte

CR7 tenta repetir atuação de gala contra um Marrocos ferido

19/06/2018 15h57

Moscou, 19 Jun 2018 (AFP) - Cristiano Ronaldo tentará repetir a heroica atuação na estreia na Copa do Mundo da Rússia, desta vez contra Marrocos, que lambe as feridas após sofrer um gol contra que valeu uma dolorosa derrota nos acréscimos para o Irã.

Os três gols do atual melhor jogador do mundo selaram um empate em 3 a 3 com a Espanha, no duelo de pesos pesados do Grupo B, em Sochi.

Foi a 51º vez na carreira que Cristiano anotou três gols em uma partida. O craque do Real Madrid se tornou também o quarto jogador a balançar as redes em quatro Copas do Mundo.

"Estou muito feliz, é uma boa marca pessoal, mais uma para minha carreira", afirmou Cristiano após o jogo.

"Para mim, o mais importante é enfatizar o que a equipe fez contra uma das favoritas a ganhar o título", continuou.

Apesar de conquistar a Eurocopa-2016, Portugal não é considerado um candidato ao título na Rússia, mas pode dar um grande passo rumo às oitavas de final com uma vitória sobre Marrocos, nesta quarta-feira em Moscou.

"Acredito que somos melhores que Marrocos se formos comparar as duas equipes, mas não estou dizendo que o jogo vai ser fácil para nós", reconheceu o atacante André Silva aos jornalistas presentes no treino de Portugal, em Moscou.

"Não podemos subestimá-los e devemos ter respeito por qualquer adversário. Toda partida da Copa do Mundo é difícil", analisou o jogador do Milan.

Será a segunda vez que Portugal enfrentará Marrocos em uma Copa do Mundo. No México, em 1986, venceu o país africano por 3 a 1 na fase de grupos.

Os marroquinos não sofreram um gol sequer nas eliminatórias africanas para a Copa da Rússia, competição que disputam pela primeira vez em 20 anos. Suas chances de classificação às oitavas, porém, passaram de remotas para quase nulas com a derrota na estreia diante do Irã, devido ao gol contra marcado por Aziz Bouhaddouz nos acréscimos da partida.

- 'Não estamos mortos' -O time do técnico francês Hervé Renard terá pela frente um desafio monumental: encarar nos dois próximos jogos Portugal e Espanha. Mas o meia Faycal Fajr está convencido de que nem tudo está perdido para os africanos.

"Se eu dissesse que não acreditamos que podemos nos classificar, estaria mentindo", afirmou Fajr, um dos 17 jogadores nascidos fora do Marrocos a integrar o elenco de 23 convocados.

"Eu poderia dar alguns exemplos, como o empate da Argentina (1-1 com a Islândia). Os portugueses têm dois pés, duas pernas e são humanos como nós".

"Perdemos uma batalha, mas não perdemos a guerra. Não estamos mortos", completou o meia.

Renard lamentou o fato de Marrocos ter sido "crucificada pelos próprios erros" na derrota diante do Irã, mas o técnico francês está acostumado a desafiar as probabilidades, já que em 2012 comandou a Zâmbia rumo a um improvável título de campeão da Copa Africana de Nações, após derrotar na final a badalada Costa do Marfim.

Marrocos precisa da mágica de Renard para evitar uma eliminação já na fase de grupos. Contudo, Fajr garante que mantém o otimismo.

"Mesmo depois da derrota, a atmosfera na equipe está excelente", afirmou. "Esperamos por este momento durante 20 anos, todos os marroquinos estão esperando por isso há 20 anos. Como uma grande família".

O árbitro do encontro será o americano Mark Geiger. A seguir, as prováveis escalações das equipes.

Portugal: Rui Patricio - Cedric, Pepe, Fonte (ou Alves), Guerreiro - Bernardo Silva, William Carvalho, Moutinho, Joao Mario - Guedes, Cristiano Ronaldo. Treinador: Fernando Santos

Marrocos: Munir - Dirar, Benatia, Saïss, Hakimi - El Ahmadi, Belhanda, Boussoufa - Ziyech, El Kaabi, Harit. Treinador: Hervé Renard

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte