Topo

Esporte

Argentina sob pressão contra Croácia; França quer vaga antecipada

20/06/2018 09h36

Moscou, 20 Jun 2018 (AFP) - A partida entre Argentina e Croácia, pela segunda rodada do Grupo D, será decisiva para as pretensões de Messi e companhia na Copa do Mundo da Rússia-2018 e encerrará a quinta-feira no Mundial.

Mais cedo serão disputadas as partidas da segunda rodada do Grupo C: França-Peru e Dinamarca-Austrália.

- Argentina sob pressão -A seleção de Jorge Sampaoli estreou com um empate de 1-1 contra a Islândia, mas pior que o resultado foi o desempenho ruim, com direito a um pênalti perdido por Messi. Agora, os argentinos não têm direito ao erro contra a Croácia, que venceu a Nigéria por 2-0 na primeira rodada e sonha em garantir a vaga antecipada nas oitavas de final.

O técnico argentino promoverá muitas mudanças na equipe, com três jogadores na linha de defesa e quatro no meio de campo, com Gabriel Mercado na marcação, Cristian Pavón na posição de Ángel Di María e Marcos Acuña no lugar de Lucas Biglia no meio. Enzo Pérez pode ser o companheiro de Javier Mascherano, em detrimento de Maximiliano Meza.

Sampaoli sabe que o meio de campo será fundamental, já que a seleção croata conta com grandes jogadores como Luka Modric e Ivan Rakitic, com capacidade de criar várias oportunidades para Mario Mandzukic.

A partida é explosiva e a pressão é ainda maior após as declarações do ídolo argentino Diego Maradona, para quem a a seleção de seu país "tem que encontrar rumo" e está em "dívida mais que nada com si mesma".

- França que vaga antecipada -A França, que estreou com uma vitória de 2-1 sobre a Austrália, enfrenta o Peru pela segunda rodada do Grupo C e quer o segundo resultado positivo para garantir seu lugar nas oitavas de final.

Os franceses esperam uma atuação melhor de seus principais jogadores, Kylian Mbappé, Antoine Griezmann e Paul Pogba.

O técnico Didier Deschamps pretende fazer mudanças, com a entrada de Blaise Matuidi no lugar de Corentin Tolisso, além de uma nova oportunidade para o atacante Olivier Giroud, provavelmente no lugar de Ousmane Dembele.

O Peru, que retorna a uma Copa do Mundo após 36 anos, estreou com uma derrota de 1-0 para a Dinamarca, em uma partida na qual teve muitas chances e chegou a desperdiçar um pênalti.

Desta vez, o técnico Ricardo Gareca deve escalar o atacante Paolo Guerrero desde o início, que depois de superar uma batalha judicial por uma suspensão por doping começou a partida contra os dinamarqueses no banco de reservas.

O treinador fez esta opção na estreia por considerar que Guerrero estava sem ritmo de jogo. Mas a entrada do centroavante no segundo tempo contra a Dinamarca mostrou que ele pode fazer a diferença.

- Eriksen contra a Austrália -A Dinamarca jogou na defesa em sua estreia e foi premiada com um gol de contra-ataque, que decretou a vitória de 1-0 sobre o Peru. Para a partida contra a Austrália, a equipe europeia espera um desempenho melhor de seu astro Christian Eriksen - autor de 12 gols nas últimas 14 partidas internacionais. Uma vitória pode significar a vaga antecipada nas oitavas de final, antes da partida mais complicada do grupo contra a França na terceira rodada.

Os australianos, que perderam para a França por 2-1 na primeira rodada, não têm outra alternativa: vitória ou o risco de eliminação precoce.

-- Programação de quinta-feira na Copa do Mundo:

Em Samara (9:00h): Dinamarca-Austrália

Em Ecaterimburgo (12:00h): Peru-França

Em Nizhni Novgorod (15:00h): Argentina-Croácia.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte