Topo

Esporte

Suárez garante vitória e classifica Uruguai às oitavas de final da Copa do Mundo

20/06/2018 15h51

Rostov do Don, Rússia, 20 Jun 2018 (AFP) - Com um gol de Luis Suárez, o Uruguai venceu a Arábia Saudita por 1 a 0, nesta quarta-feira, em partida válida pela segunda rodada do grupo A, e garantiu vaga nas oitavas de final da Copa do Mundo ao lado da Rússia.

Comemorando seu 100º jogo com a camisa Celeste, "El Pistolero" fez o único gol da partida, aos 23 minutos do primeiro tempo, em cobrança de escanteio.

Luisito é o maior artilheiro da história da seleção uruguaia, com 52 gols, e único jogador do país a marcar em três edições da Copa do Mundo.

"O gol foi especial porque queria compensar" a estreia sem gols contra o Egito", disse o atacante do Barcelona ao fim do duelo.

O resultado também confirmou a Rússia nas oitavas de final, já que as duas seleções que lideram a chave estão com seis pontos e não podem ser alcançadas na terceira e última rodada. Os anfitriões lideram por conta da vantagem no saldo de gols.

Uruguaios e russos disputam a primeira colocação da chave no dia 25 de junho, em Samara, enquanto sauditas e egípcios fazem duelo em busca de uma vitória de consolação na mesma data.

"Acho que estamos bem. Agora devemos nos dedicar a trabalhar e buscar o melhor para o que vem", disse o técnico Óscar Tabarez no final da partida.

- Bola parada -O jogo não mostrou grandes alternativas táticas das equipes. A primeira chegada veio pelo lado esquerdo, com Martín Cáceres cruzando para a conclusão de Edinson Cavani, mas o atacante do Paris Saint-Germain mandou para fora aos 12 minutos.

Com dificuldade de criar jogadas no meio de campo, o Uruguai apostou em sua principal arma ofensiva na Copa até agora: a bola parada.

Foi assim que o celebrante do centésimo jogo com a camisa Celeste abriu o placar para sua equipe, aos 23 minutos do primeiro tempo.

Em cobrança de escanteio pelo lado esquerdo, o goleiro saiu mal e deixou o gol aberto para o camisa 9, que se desvencilhou da marcação e tocou com o pé esquerdo para as redes.

Depois do gol, os uruguaios voltaram a ter dificuldades de criar jogadas e acabaram sofrendo ofensivas da Arábia. No entanto, os sauditas não acertavam a pontaria e facilitavam o trabalho da dupla de zagueiros.

- Sem emoções -Depois do descanso, o ritmo da partida continuou lento. Os uruguaios não conseguiam fazer boas transições entre a defesa e o ataque, enquanto os sauditas se limitavam a defender.

Só aos 16 minutos o Uruguai conseguiu assustar, após lançamento de Cavani para Sánchez que o volante emendou de peixinho e mandou para fora.

Com uma boa dupla de zagueiros e dois dos melhores atacantes do mundo, o Uruguai sentia falta de atletas de meio campo com qualidades parecidas. Ficava nítida a incapacidade da equipe de triangular e criar novas oportunidades com a bola rolando.

Do outro lado, a Arábia Saudita ficava com a bola e trocava passes, mas não tinha criatividade para furar o bloqueio sul-americano e pecava nas finalizações.

O Uruguai até buscou o gol em duas tentativas com Cavani, aos 34 e 40 minutos, mas o centro-avante do PSG ficou na vontade e o placar terminou com a vantagem mínima.

A vitória garantiu os uruguaios no mata-mata ao lado da Rússia, que também venceu os dois jogos e esperava o resultado dos sul-americanos para comemorar a vaga.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte