Topo

Esporte

Maradona pede reunião com jogadores argentinos

24/06/2018 11h33

Bronnitsy, Rússia, 24 Jun 2018 (AFP) - A lenda argentina Diego Maradona pediu uma reunião com os jogadores da seleção daquele país, após a derrota por 3 x 0 para a Croácia na Copa do Mundo, e às vésperas de um encontro decisivo com a Nigéria, na próxima terça-feira.

"Adoraria me reunir com eles, com Pumpido, com Goyco, com Caniggia, com Troglio, até mesmo com Passarella, se ele quiser vir, e com Valdano. Vamos defender o prestígio, garotos. Custou muito para nós estar onde estamos, para a Croácia vir, fazer três gols em cima de nós e irmos embora de braços cruzados", disse Maradona em seu programa "De la Mano del Diez", na venezuelana Telesur.

Maradona, que está na Rússia acompanhando as partidas da Argentina pelo Grupo D, já havia criticado Jorge Sampaoli e Sergio Agüero. Agora, mirou no presidente da Associação do Futebol Argentino, Claudio Tapia.

"Estou com uma raiva que não se pode descrever, e uma bronca interna muito grande, porque quem vestiu essa camisa não pode vê-la ser golpeada assim por uma equipe croata que não é a Alemanha, não é o Brasil, não é a Holanda nem a Espanha. Mas isso tem um culpado, e o culpado é o presidente da AFA. Parece que há uma total falta de autoridade por parte de Tapia", desabafou.

A Argentina se agarrou à esperança ontem, depois que a Nigéria venceu a Islândia por 2x0. A Croácia lidera o grupo, com seis pontos, seguida pela Nigéria, com três. Islândia e Argentina estão em terceiro e quarto lugares, respectivamente, com um ponto.

Na última rodada, os sul-americanos precisam vencer os africanos para ficarem em segundo. Caso consigam, um empate entre Croácia e Islândia ou a vitória croata classificaria a Argentina para as oitavas de final.

Caso a Islândia vença, a classificação será definida pelo saldo de gols, dominado atualmente pelos europeus (-2, contra -3 dos argentinos).

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte