Topo

Esporte

Alemanha perde para Coreia e entra para grupo de campeões eliminados na fase de grupos

27/06/2018 16h02

Kazan, Rússia, 27 Jun 2018 (AFP) - Com um gol validado pelo árbitro de vídeo aos 48 minutos do segundo tempo, a Coreia do Sul abriu caminho para a grande zebra da Copa do Mundo ao vencer a Alemanha por 2 a 0, nesta quarta-feira em Kazan, eliminando a atual campeã da competição.

Depois de levar o primeiro gol de Kim Young-Gwon, revisado pelo VAR antes de ser confirmado, a Alemanha foi para o tudo ou nada. Três minutos depois, o goleiro Manuel Neuer foi desarmado no campo de ataque e Son Heung-Min recebeu lançamento em liberdade para entrar com bola e tudo e definir a queda da campeã.

No outro jogo do grupo, a Suécia venceu o México por 3 a 0 e garantiu a liderança da chave. Os mexicanos avançaram em segundo e ficaram aliviados após os gols coreanos, que confirmaram a vaga do time latino-americano e deixaram a Alemanha na lanterna da chave.

"Assumo a responsabilidade disso. Tenho uma grande decepção interna. Nunca poderia imaginar este resultado contra a Coreia. Não merecíamos voltar a ser campeões do mundo jogando assim", disse o técnico alemão Joachim Low em coletiva após o jogo.

A eliminação alemã na fase de grupos é mais um capítulo da maldição dos campeões recentes da Copa do Mundo. A Alemanha se junta ao grupo de seleções defensoras do título que foram eliminadas na primeira fase do mundial seguinte, assim como França (2002), Itália (2010) e Espanha (2014).

"Hoje tentamos de tudo, nos arriscamos, mas estivemos todo o torneio sem clareza, o que normalmente temos. É por isso que merecemos ser eliminados", admitiu Low.

Suécia e México esperam seus adversários no grupo do Brasil, que entra em campo em duelo decisivo contra a Sérvia e precisa de apenas um empate para avançar. A Suíça encara a Costa Rica precisando também de uma igualdade para se classificar.

- Apatia alemã -A Coreia do Sul começou complicando a vida alemã no início do jogo. Os orientais se fechavam na defesa e não davam espaços para os europeus, que controlavam a posse de bola e subiam a marcação para retomá-la. A Alemanha tinha controle da partida, mas não gerou perigo nenhum até os 15 minutos e viu os coreanos criarem as melhores chances da partida.

A primeira chegada mais clara foi do lado sul-coreano, em cobrança de falta de Jung da intermediária aos 18 minutos. O meia bateu direto em cima de Neuer, mas o goleiro quase aceitou e precisou se recuperar para evitar que Son conseguisse o rebote.

Na segunda, aos 24, Lee Yong cruzou pelo lado direito, a zaga da Alemanha limpou o lance pelo alto mas deixou a sobra limpa dentro da área. Son apareceu livre e encheu o pé, mas não pegou bem e mandou por cima da meta.

A Alemanha mostrava um futebol pragmático demais até para o maior defensor do estilo de jogo do país. A equipe estava lenta em campo, rodando muito a bola na intermediária e sem demonstrar ambição pelo resultado.

A melhor chegada da tetracampeã foi só aos 38 minutos, após tabela entre Ozil e Werner que o jovem camisa 9 bateu travado no momento de definir.

- Goleirão coreano -Na volta do intervalo, a atual campeã começou com outra postura. Logo aos 2 minutos, após cruzamento de Kimmich pela direita, Goretzka apareceu livre dentro da área e cabeceou firme para a defesa salvadora de Jo Hyeon-Woo. Três minutos depois, Timo Werner recebeu passe pelo lado esquerdo e emendou chute de primeira. A bola passou rente à trave.

Mas depois do abafa inicial, a Alemanha voltou a demonstrar certa apatia.

A Coreia começou a criar perigos, por mais que faltasse qualidade individual ao time asiático. Aos 20 minutos, a equipe teve a melhor chance de abrir o placar com rápido contra-ataque. Moon Seon-Min recebeu na área, limpou o lance e na hora de bater tentou driblar mais um zagueiro. A indefinição fez a zaga se recompor e afastar o perigo.

Ao mesmo tempo, a Suécia vencia por 3 a 0 o México no outro jogo da chave, resultado que determinava a eliminação alemã. No entanto, bastava um gol para garantir a vaga alemã e eliminar os mexicanos.

Para piorar, os coreanos começavam a amadurecer um gol. Aos 32, Son recebeu lançamento, limpou o lance e bateu no canto direito de Neuer, quase abrindo o placar. Dois minutos depois, em bom contra-ataque para a Coreia, os asiáticos estavam em vantagem numérica mas erraram mais um passe decisivo e desperdiçaram a chance.

- Emoção no final -A Alemanha então foi para o tudo ou nada. Um gol era tudo que precisava para estar nas oitavas de final.

Aos 41 minutos, o zagueiro Hummels recebeu cruzamento pelo lado direito e, totalmente livre na área, errou o cabeceio e desperdiçou a chance.

No lance seguinte, Toni Kroos tentou salvar a pátria e repetir o feito do gol da vitória sobre a Suécia. O meia arriscou rasteiro de fora da área e exigiu boa defesa de Jo Hyeon-Woo, grande nome coreano na partida. O arqueiro fez atuação segura e defesas importantes.

Aos 46 minutos, veio a grande surpresa da Copa do Mundo. Após cobrança de escanteio pelo lado esquerdo, a bola ficou viva dentro da área após bate-rebate, sobrando limpa para Kim Young-Gwon, que empurrou para as redes.

A arbitragem anulou o lance por impedimento, mas o VAR entrou em ação e ficou claro que o passe havia sido feito pelo jogador alemão. Gol confirmado, alegria coreana e decepção alemã em campo, aos 48.

No desespero total, a Alemanha adiantou todos os jogadores. Todos mesmo. Três minutos depois, o goleiro Neuer estava jogando como um meia no campo de ataque. Famoso pelo talento com os pés, o arqueiro acabou desarmado por Ju Se-Jong, que deu um chutão para o campo de ataque.

Son, que partiu do campo de defesa, conseguiu alcançar a bola e empurrar para as redes para encerrar o placar e deixar os coreanos em delírio.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte