Topo

Esporte

Imprensa brasileira se despede da seleção: 'Neymar Ciao'

06/07/2018 21h09

Rio de Janeiro, 7 Jul 2018 (AFP) - "Neymar Ciao", foi a manchete do site esportivo Lance, enquanto a imprensa brasileira lamentava o apagão da seleção no primeiro tempo da partida em que foi eliminada pela Bélgica (2-1), nas quartas de final da Copa do Mundo da Rússia.

O presidente Michel Temer tuitou que a seleção " jogou com raça. Honrou as cores do Brasil".

"Um abraço aos jogadores. Vamos em frente", manifestou.

O site Globoesporte.com resumiu que o "trio De Bruyne, Hazard e Lukaku destruíram a seleção brasileira em 45 minutos", lembrando que é a primeira vez que a equipe comandada por Tite leva mais de um gol em uma partida.

Ronaldo Fenômeno, que liderou o Brasil no pentacampeonato em 2002 e hoje é comentarista na TV Globo, lamentou que os homens de Tite tivessem perdido a direção após os dois gols belgas.

"No momento que tinha 2-0 tinha que continuar jogando como se nada tivesse acontecido. Bateu um grande desespero", comentou.

"Melhorou um pouco no segundo tempo, mas não adiantou, depois só foi na raça", continuou.

O site do jornal Folha de S.Paulo destacou a qualidade da estratégia dos "Diabos Vermelhos" que bloqueou o jogo do Brasil.

"A derrota poderia ser maior e tinha pinta de 7 a 1, placar da vergonhosa derrota para a Alemanha no Mundial de 2014", sustentou.

"O trio belga formado por Lukaku, Hazard e De Bruyne fez o que quis no primeiro tempo com a defesa brasileira, que havia tomado apenas um gol no Mundial", prosseguiu.

O Estado de S.Paulo criticou "o apagão dos primeiros 45 minutos".

Nas redes sociais, muitos internautas se divertiam fazendo notar que as bandeiras de Bélgica e Alemanha têm as mesmas cores.

"A inimiga não foi embora, ela está disfarçada", tuitou @brenamagalhaess, colocando imagens das duas bandeiras.

lg/js-csc/cb

Mais Esporte