Topo

Esporte

Umtiti alerta a França contra a euforia

12/07/2018 11h34

Istra, Rússia, 12 Jul 2018 (AFP) - O zagueiro francês Samuel Umtiti fez uma advertência nesta quinta-feira contra a euforia que cerca os "Bleus" após a classificação para a final da Copa do Mundo, que será disputada no domingo contra a seleção da Croácia.

"Temos que voltar à Terra porque temos uma final muito importante", afirmou.

A classificação para a decisão do Mundial, a terceira do país em 20 anos, provocou uma onda de euforia e entusiasmo na França, mas Umtiti admitiu em uma entrevista coletiva que os jogadores estão em uma "bolha".

"Não percebemos totalmente a loucura que a França está vivendo. Vimos alguns vídeos após a partida (das semifinais contra a Bélgica). Isto mostra que as pessoas nos apoiam e que todos esperam esta final. Não aumenta a pressão, dá mais vontade de dar tudo para vencer a final", explicou o zagueiro do Barcelona.

Ao ser questionado sobre o favoritismo da França contra uma Croácia que disputará a primeira final de sua história, Umtiti respondeu: "Não vamos nos pressionar. Se viu neste Mundial que os favoritos ficaram de fora. Fizemos muitas coisas bonitas, mas temos que retornar à Terra porque temos uma final muito importante".

"Somos conscientes de que é uma das partidas mais importantes de nossa carreira", admitiu.

Umtiti também foi perguntado sobre a final da Eurocopa em que a França foi derrotada por Portugal por 1-0 em 2016.

"Os jogadores que participaram naquela partida sabem o fizeram de errado e o que não temos que voltar a repetir".

"Mas, honestamente, neste grupo há muita seriedade, vocês viram nas últimas partidas. Acredito que estamos no bom caminho, demonstramos que podemos ser muito sólidos e temos que continuar assim".

Umtiti fez o gol da vitória de 1-0 da França sobre a Bélgica, uma cabeçada após uma cobrança de escanteio no início do segundo tempo.

"Há algum tempo sabia que tinha que melhorar nas jogadas de bola parada no ataque. Assistindo meus vídeos, constatei que era melhor quando ficava no primeiro pau ou no segundo, ao invés de permanecer no meio, onde é mais fácil para os jogadores maiores", explicou.

"E viram o resultado. Tive a sorte de contar com um grande cobrador como Antoine (Griezmann), que me facilitou o trabalho, mas nestas jogadas o que conta é a determinação", completou.

Sobre as críticas dos jogadores belgas ao jogo excessivamente defensivo dos franceses, Umtiti se recusou a comentar: "Não temos que responder. Estamos na final e o que queremos é vencer".

O zagueiro também falou sobre o fato da Croácia ter jogado um dia depois e ter disputado três prorrogações.

"Quando se chega à final, o cansaço existe, sobretudo quando você disputa três prorrogações. Fisicamente devem estar cansados, mas quando você joga a final esquece o cansaço. Na partida você não pensa no cansaço, e sim em ser campeão do mundo", concluiu.

adc-ybl-mcd/psr/fp

Mais Esporte