Topo

Esporte


Neymar comanda vitória sobre Liverpool e PSG segue vivo na Champions

28/11/2018 20h13

Paris, 28 Nov 2018 (AFP) - Liderado por Neymar, o Paris Saint-Germain venceu o Liverpool por 2 a 1, nesta quarta-feira, para se manter vivo na disputa por uma vaga nas oitavas de final da Liga dos Campeões no grupo C.

Todos os gols foram marcados na primeira etapa, com Julian Bernat e Neymar colocando os franceses em vantagem respectivamente aos 13 e 37 minutos. Nos acréscimos, James Milner diminuiu o prejuízo inglês cobrando pênalti aos 46.

Dúvidas para a partida por conta de lesões em compromissos com suas seleções, Neymar e Kylian Mbappé mostraram que estavam totalmente recuperados e comandaram o ataque francês. O camisa 10 chegou a 31 gols e se tornou o brasileiro que mais vezes balançou as redes na competição, superando Kaká (30).

No outro jogo do grupo C, a Napoli venceu o Estrela Vermelha por 3 a 1 e assumiu a liderança da chave com nove pontos. O PSG vem logo atrás com oito unidades, seguido de Liverpool (6) e Estrela Vermelha (4).

As equipes voltam a entrar em campo no dia 11 de dezembro. O Liverpool recebe a Napoli em confronto direto por uma vaga, enquanto o PSG tenta confirmar a superioridade na visita ao Estrela Vermelha para garantir a classificação.

- Neymar e Mbappé entrosados -Para tentar envolver o Liverpool, o PSG começou a partida impondo ritmo intenso e muita velocidade no ataque. E a tática funcionou após bastante pressão nos minutos iniciais.

Aos 13, Van Dijk cortou cruzamento rasteiro de Mbappé pelo lado esquerdo da área. A bola caiu nos pés de Bernat, que limpou o lance para chutar com o pé direito e desviar na defesa, sem chances para Alisson.

Os franceses acabaram recuando e dando campo para os Reds depois do gol. Os ingleses subiram a marcação e conseguiram chegar com perigo, aos 20 minutos, em chute de Mohamed Salah da entrada da área. A posse de bola se equilibrou e o PSG parecia querer explorar um contra-ataque em velocidade.

Aos 30 minutos, Neymar iniciou a jogada roubando a bola no campo de defesa. O brasileiro tabelou com Mbappé, carregou até a intermediária e abriu o jogo no lado esquerdo para o jovem francês, que cruzou rasteiro para Cavani. Alisson apareceu na hora certa para evitar o gol do uruguaio na pequena área.

A jogada que quase deu certo foi repetida, aos 37, mas desta vez teve final diferente. Após a mesma triangulação Neymar-Mbappé-Cavani, iniciada na intermediária defensiva com a velocidade do camisa 10, o uruguaio chutou em cima de Alisson e a bola sobrou para Neymar, que com a perna canhota mandou no cantinho para ampliar a vantagem parisiense.

Mas os ingleses não se abateram e tentaram se recuperar ainda no primeiro tempo. Aos 44, Mané fez boa jogada pelo lado esquerdo e acabou derrubado por Di María dentro da área. O árbitro assinalou o escanteio, mas acabou dando a penalidade para os Reds após muita discussão. James Milner foi para a bola e bateu firme no canto direito de Buffon, que voou para o lado esquerdo, diminuindo o prejuízo aos 46.

- PSG aguerrido -Na volta do intervalo, o PSG continuou melhor no jogo e dominou as ações ofensivas. Logo aos 2 minutos, a equipe conseguiu superar Alisson após cobrança de falta de Di Maria que Marquinhos mandou para as redes. A arbitragem anulou corretamente o lance por impedimento do brasileiro.

Mas os franceses diminuíram o ritmo e tentaram controlar a vantagem. O Liverpool só conseguiu assustar aos 14 minutos, em cabeçada de Roberto Firmino após cruzamento de Robertson pelo lado esquerdo.

Os times demonstravam postura ofensiva, mas nenhum dos dois trios de ataque conseguia mostrar alternativas para superar a defesa adversária. O jogo foi ficando mais truncado e só teve perigo na cabeçada de Marquinhos em cobrança de escanteio, aos 23 minutos. Alisson fez defesa espetacular para evitar mais um gol francês.

No final da partida, Tuchel fez trocas e abdicou totalmente de atacar. Os jogadores comemoravam cada jogada defensiva vencida, cada disputada ganha, e seguraram o resultado positivo até o final para se manter vivo na disputa pela vaga nas oitavas de final.

Mais Esporte