Topo

Esporte


Santiago Bernabéu sedia Libertadores para mais uma final histórica

07/12/2018 12h51

Madri, 7 dez 2018 (AFP) - O estádio Santiago Bernabén está prestes a adicionar mais uma final histórica em sua coleção, neste domingo, com a decisão da Libertadores entre os arquirrivais argentinos Boca Juniors e River Plate.

"Para o estádio, é um orgulho esta final. Este é um estádio que já teve grandes jogos e nunca teve uma partida assim", disse à AFP o diretor do jornal esportivo AS, Alfredo Relaño.

Em seus 71 anos de história, o Bernabéu organizou uma final da Copa do Mundo, uma decisão da Eurocopa e quatro da Liga dos Campeões. Além disso, também sediou três finais intercontinentais.

- Final da Copa do Mundo de 1982 -No dia 2 de julho de 1982, a Itália venceu a Alemanha Ocidental por 3 a 1 na decisão. A Copa do Mundo marcou a retomada da democracia na Espanha, após 40 anos de ditadura.

Reformado para a ocasião, com uma cobertura que cobriu 75% da arquibancada e com a colocação de marcadores eletrônicos, o Bernabéu viu de perto a explosão de alegria do presidente italiano Sandro Pertini (1896-1990).

O octogenário mandatário não exitou em celebrar ao máximo cada gol de seu país, de maneira pouco respeitosa ao protocolo, e sob o olhar contrariado dos dirigentes alemães-ocidentais.

- Final da Eurocopa de 1964 -No dia 2 de junho de 1964, uma Espanha ainda em pleno franquismo organizou a Eurocopa para colocar o país no primeiro plano esportivo.

Para a partida decisiva contra a União Soviética, o técnico espanhol José Villalonga desenhou o campo e explicou a tática representando os jogadores adversários como abacaxis e os espanhóis como pedras. Uma pergunta do comandante se tornou famosa: "o que são mais fortes, as pedras ou os abacaxis?".

As pedras terminaram vencendo por 2 a 1 a URSS, uma vitória que foi transformada em uma imagem esportiva de uma ditadura anticomunista.

Foi o primeiro e único título espanhol até a era de ouro no início dos anos 2000, com dois troféus da Eurocopa (2008, 2012) e uma Copa do Mundo (2010).

- Finais da Liga dos Campeões -Fundador da Copa da Europa de clubes, que com o tempo se tornaria a Liga dos Campeões, o Real Madrid e seu estádio sediaram a segunda edição do torneio, dia 30 de maio de 1957.

Os merengues de Di Stéfano, Gento e Kopa venceram a Fiorentina por 2 a 0, levantando o segundo dos cinco troféus consecutivos da equipe na competição.

Doze anos depois, o estádio sediou a vitória por 4 a 1 do Milan sobre o Ajax, dia 28 de maio de 1969. Esta decisão ficou famosa pela imagem do árbitro espanhol José María Ortiz de Mendíbil sendo carregado nos ombros dos torcedores, no maior estilo toureiro.

O Bernabéu também sediou outras duas finais europeias. No dia 28 de maio de 1980, o Nottingham Forest venceu o Hamburgo por 1 a 0. Já no dia 22 de maio de 2010, com o novo formato da Liga dos Campeões, a Inter de Milão venceu o Bayern de Munique por 2 a 0.

Os italianos chegaram ao tricampeonato sob as ordens do técnico português José Mourinho, que abandonou o clube para comandar o Real Madrid na temporada seguinte.

- Finais da Copa Intercontinental -Assim como as duas Copas da Uefa vencidas pelo Real Madrid, em 1985 e 1986, quando a decisão era disputada em jogos de ida e volta, o Bernabéu também foi palco de três Copas Intercontinentais em finais de dois encontros.

Em 1960, o Real Madrid empatou sem gols na visita ao Peñarol, mas venceu por 5 a 1 em Madri. Em 1966, foi o clube uruguaio que venceu o torneio derrotando os merengues por 2 a 0 tanto na capital espanhola quanto em Montevidéu.

O Santiago Bernabéu também sediou um jogo de desempate da final Intercontinental de 1964, entre Inter de Milão e Independiente de Avellaneda. Os italianos venceram por 1 a 0.

Agora, o estádio pode acrescentar mais uma final de histórica em seu catálogo: a primeira Libertadores decidida fora da América do Sul.

"Ter um River-Boca no Bernabéu é um presente. Ter um jogo tão grande, tão bonito, tão impressionante", considerou Relaño.

gr-jed/gh-fa

Mais Esporte