Topo

Esporte


Morre ex-piloto de Fórmula 1 Niki Lauda

2019-05-20T23:21:00

20/05/2019 23h21

Viena, 21 Mai 2019 (AFP) - O austríaco três vezes campeão mundial de Fórmula 1 Niki Lauda morreu nesta segunda-feira, aos 70 anos, em Viena, informou sua família à imprensa.

"Com profunda tristeza, anunciamos que nosso amado Niki morreu pacificamente com sua família na segunda-feira, 20 de maio de 2019. Suas realizações únicas como atleta e empreendedor são e permanecerão inesquecíveis.

"Seu incansável entusiasmo pela ação, sua franqueza e sua coragem permanecem um modelo e uma referência para todos nós. Era um marido amoroso e atencioso, pai e avô longe do público, que sentirá sua falta", revelaram familiares do ex-piloto em um email enviado à imprensa.

Em agosto de 2018, o piloto foi submetido a um transplante de pulmão e vinha fazendo hemodiálise. No início deste ano, teve uma gripe forte e ficou internado por dez dias num hospital, após ter febre alta durante as festas de fim de ano.

Andreas Nikolaus Lauda estreou na Fórmula 1 em 1971, no país natal, pela equipe March. O primeiro título na categoria veio em 1975. No ano seguinte, sofreu um grave acidente no circuito de Nürburgring, na Alemanha, no qual ficou preso nas ferragens do veículo em chamas e teve o rosto quase que totalmente desfigurado. Numa recuperação surpreendente, retornou às pistas antes do final da temporada.

Em 1977, manteve a regularidade e conquistou o segundo título mundial. Dois anos depois, abandonou as corridas. Mas o então bicampeão não ficou muito tempo longe das pistas. Em 1981, assinou com a McLaren, equipe pela qual veio a conquistar o tricampeonato em 1984. Despediu-se definitivamente da F1 no ano seguinte.

Mais Esporte