Topo

Futebol


Maxwell deixa cargo no PSG para voltar ao Brasil após acusação de agressão

Maxwell, ainda no PSG em 2015 - AFP PHOTO / PASCAL GUYOT
Maxwell, ainda no PSG em 2015 Imagem: AFP PHOTO / PASCAL GUYOT

13/08/2019 15h34

O brasileiro Maxwell deixou seu cargo de coordenador esportivo do Paris Saint-Germain para voltar ao Brasil, onde sua ex-mulher o denunciou por agressão, informou hoje o jornal Le Parisien.

O ex-jogador de 37 anos ocupava o posto desde que pendurou as chuteiras em 2017.

Segundo o jornal, Maxwell não podia conciliar mais suas atividades na França com a preparação de sua defesa, devido a um caso pessoal que o obriga a permanecer em seu país natal.

Mas o PSG, onde jogou entre 2012 e 2017, propôs ao ex-jogador uma missão de embaixador no Brasil, cujo conteúdo ainda não foi definido, ainda segundo o Parisien.

Já o jornal esportivo L'Équipe informou que está prevista uma reunião entre o clube e Maxwell nos próximos dias.

No final de julho, a Polícia Civil de Minas Gerais abriu um inquérito por agressão após a denúncia apresentada pela ex-esposa de Maxwell, Giulia Reverendo Andrade.

"Pelo bem dos meus filhos vou provar minha total inocência e mostrar que tudo isso é mentira", afirmou o brasileiro.

Mais Futebol