Esporte

'Feijão' decepciona de novo e fica ameaçado de demissão no UFC

07/02/2016 01h06

Feijão será o único representante brasileiro do card deste sábado - Diego Ribas

Feijão foi o único representante brasileiro no card deste sábado – Diego Ribas

Único brasileiro presente no card do UFC Las Vegas deste sábado (6), Rafael ‘Feijão’ decepcionou mais uma vez e acabou superado por Ovince Saint Preux e anotou sua terceira derrota seguida no evento. Com o retrospecto negativo, o atleta da Team Nogueira vê sua situação no evento se complicar ainda mais.

Ex-campeão do Strikeforce, Feijão não rendeu como o esperado desde que assinou com o maior show de lutas do mundo. E, diante do americano de quase dois metros, ficou refém da desvantagem de envergadura e acabou superado por pontos após uma apresentação para lá de apática.

A sorte pareceu sorrir para o brasileiro logo no início do combate. Enquanto os meio-pesados (93 kg) ainda se estudavam e mediam a distância com golpes isolados, um chute de direita aplicado por OSP não encontrou o alvo desejado e, de forma estranha, o americano passou o restante do primeiro round mancado. No entanto, nos segundos finais da etapa uma série de cruzados levaram Feijão ao solo e o deixaram vulnerável aos ataques vindos por cima até que o gongo soasse.

O excesso do respeito de ambos voltou a marcar o início do segundo assalto a ponto de arrancar vaias da torcida que lotava o Hotel Cassino MGM. No entanto, sempre andando para trás, o pupilo de ‘Minotauro’ ainda teve tempo de errar uma passada de pernas e, depois de ceder o domínio e controle do octógono para o oponente, sofrer novo knockdown e voltar a ser punido por baixo.

No terceiro e último round, o brasileiro partiu com tudo para cima e, depois de desferir alguns golpes no vazio, cansou e se tornou alvo fixo em pé. Sem perder tempo, OSP minou na trocação, encurtou e voltou a derrubar para trabalhar confortavelmente no ground and pound e garantir mais um triunfo no currículo.

Aos 35 anos, feijão acumula 12 vitórias e sete derrota na carreira. No UFC, o meio-pesado fez cinco apresentações e perdeu em quatro delas. Por sua vez, o americano se recuperou da derrota sofrida para Glover Teixeira em sua última apresentação e agora soma sete vitórias e apenas dois revezes no octógono do evento.

Péssimo retorno

Luta principal da noite deste sábado de carnaval, Johny Hendricks x Stephen Thompson foi a grande surpresa da noite. Enquanto o ex-campeão dos meio-médios (77 kg) apareceu mais magro do que nunca e despontou como o grande favorito, o kickboxer Thompson fez o dever de casa e, uma vez diante do renomado adversário, tirou onda.

Melhor desde o início, Stephen ditou o ritmo em pé, bailou com grande habilidade ao longo de todo octógono e aproveitou a vantagem de envergadura. Pouco a pouco, a soma dos golpes conectados minaram Hendricks que após dois minutos percebeu que estava sendo amplamente dominado e diminui o ritmo.

Plantado no cage, o ex-campeão passou a apanhar ainda mais e, após potentes chutes altos, acusou a desvantagem e acabou nocauteado junto a grade com uma rápida e certeira sequência de cruzados. Tudo isso ainda no primeiro assalto.

Sorte no amor…

O meio-pesado (93 kg) Alex Nicholson entrou para a história recente do UFC ao aproveitar a pesagem para o show deste sábado e, ao vivo para todo o mundo, se ajoelhar e pedir sua esposa em casamento. Sem pensar duas vezes, a então namorada aceitou o pedido, sorriu, chorou e beijou o agora noivo. Emoção bem diferente vivida pelo casal apenas 24 horas depois.

Na hora da luta, o americano não rendeu como esperado e acabou dominado por completo por Misha Cirkunov, que o finalizou ainda no segundo assalto após garantir vantagem em volume de golpes, potência e vantagem territorial no cage. Como diria o ditado: “Azar no jogo, sorte no amor”.

Confira os resultados do UFC Las Vegas

Stephen Thompson nocauteou Johny Hendricks no 1º round;
Roy Nelson venceu Jared Rosholt por pontos;
Ovince Saint Preux venceu Rafael ‘Feijão’ Cavalcante por pontos;
Joseph Benavidez venceu Zach Makovsky por pontos;
Misha Cirkunov finalizou Alex Nicholson no 2º round;
Mike Pyle nocauteou Sean Spencer no 3º round;
Josh Burkman venceu K.J. Noons por pontos;
Derrick Lewis nocauteou Damian Grabowski no 1º round;
Justin Scoggins venceu Ray Borg por pontos;
Diego Rivas nocauteou Noad Lahat no 2º round;
Mickey Gall finalizou Mike Jackson no 1º round;
Artem Lobov venceu Alex White por pontos.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo