Esporte

Com só uma vitória, brasileiros decepcionam no card preliminar do UFC 197

Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images
Imagem: Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

Ag. Fight

23/04/2016 19h04

O card preliminar do UFC 197 contou com algumas lutas que levantaram o público neste sábado (23), no Hotel Casisno MGM, em Las Vegas (EUA). No entanto, o saldo não foi dos melhores para os brasileiros que deixaram o octógono com apenas uma vitória dentre as três disputas travadas.

Grande destaque entre os brasileiros, Juliana Lima encarou a ex-campeã peso-palha (52 kg) Carla Esparza e sentiu na pele a diferença de experiência a favor da adversária. Com largo currículo no wrestling, a americana aproveitou cada erro de ‘Ju Thai’ para derrubar, alcançar a meia guarda e punir no ground and pound.

Com as costas no chão durante os três assaltos, Juliana encontrou nas pedaladas no rosto de Carla os seus melhores momentos. No entanto, eles não foram o bastante para garantir o triunfo da mineira que desde outubro mora e treina na cidade de Houston (EUA).

Uma disputa antes, o campeão do TUF Brasil 4 Glaico França começou melhor, mas sucumbiu diante do ímpeto e preparo físico do dono da casa James Vick. Pior na trocação, o brasileiro garantiu momentos de superioridade no solo, quando conseguiu derrubar e jogar por cima. Mas, passado o primeiro round, o brasileiro caiu de rendimento e viu o rival crescer no combate.

Mais alto e com envergadura de destaque entre os pesos-leves (70 kg), Vick investiu em precisos e contundentes jabs, que não apenas garantiram a manutenção de distância como machucaram o brasileiro, que demonstrou valentia no terceiro e último assalto para prosseguir na disputa.

Ao final do tempo regulamentar, vitória por decisão unânime do americano, que ampliou sua invencibilidade no MMA para nove vitórias, sendo cinco delas conquistadas no UFC.

Salvou a pátria

Marcos ‘Pezão’ tirou onda. Depois de perder sua última luta, em agosto de 2015, o brasileiro se recuperou diante de Clint Hester e, dominando desde o início, provou que agressividade é sua característica mais forte. Como de costume, o meio-pesado (93 kg) partiu para cima e, logo no início, anotou um knock down que transformou o americano em uma presa fácil.

Por baixo, Clint não resistiu ao ground and pound do brasileiro e cedeu a montada duas vezes. Na segunda oportunidade, Pezão rapidamente trocou de posição e, na lateral, encaixou um estrangulamento que obrigou o rival a desistir do combate. Tudo isso ainda na etapa inicial, fato que acompanha Pezão em todos os seus triunfos no evento.

Confira os resultados do UFC 197:

Sergio Pettis venceu Chris Kelades por decisão unânime; 
Danny Roberts venceu Dominique Steele por decisão unânime;
Carla Esparza venceu Juliana Lima por decisão unanime;
James Vick venceu Glaico França por decisão unânime;
Walt Harris nocauteou Cody East no 1º round;
Marcos ‘Pezão’ Rogério finalizou Clint Hester no 1º round;

Kevin Lee venceu Efrain Escudero por decisão unânime.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo