Esporte

Derrota de 'Thominhas' encabeça noite desastrosa para o Brasil no UFC

Josh Hedges/Zuffa LLC/Getty Images
Imagem: Josh Hedges/Zuffa LLC/Getty Images

Ag. Fight

29/05/2016 22h16

Assim como no card preliminar do UFC Las Vegas, evento realizado neste domingo (29) no Hotel Cassino Mandalay Bay, os atletas brasileiros que entraram em ação não renderam e foram superados um a um diante dos donos da casa que, embalados por cerca de oito mil torcedores, garantiram um o clima dramático para o nosso País.

O destaque ficou por conta de Thomas Almeida, que em seu primeiro main event no UFC não rendeu o esperado e acabou dizimado por Cody Garbrandt, que ampliou seu cartel invicto e emplacou o primeiro revés na carreira do peso-galo (61 kg) paulista de 24 anos.

Melhor em pé desde o início, o americano encontrou melhor a distância e trabalhou golpes precisos que encontraram destino certo na fraca defesa do brasileiro que, acuado, não conseguiu colocar seu jogo em ação. Ainda no primeiro assalto, após receber seguidas sequência de diretos e cruzados, Thominhas, grande esperança da nova geração do MMA nacional, tentou para o tudo ou nada e abriu de vez o caminho para o nocaute que colocou um ponto final em sua invencibilidade como profissional.

“Eu respeito Thomas Almeida, ele era 21 – 0 e isso não é para qualquer um. Ele é um verdadeiro campeão”, bradou o vencedor.

Josh Hedges/Zuffa LLC/Getty Images
Imagem: Josh Hedges/Zuffa LLC/Getty Images

O campeão não voltou

O aguardado retorno de Renan ‘Barão’, ex-número um dos pesos-galos (61 kg), não foi como o esperado. Diante de um aguerrido Jeremy Stephens, o brasileiro encontrou dificuldades em uma de suas maiores qualidades, a “paraibagem”. Com queixo resistente, disposição e punch, o atleta da Nova União viu um americano melhor nessas áreas e anotou sua terceira derrota nas últimas quatro lutas.

Essa, por sinal, era a estreia de Barão na divisão dos penas (66 kg) e ficou claro que a diferença de tamanho e poder de fogo que lhe garantiam supremacia na maioria dos confrontos na divisão de baixo não devem ser diferencial na nova categoria. Não ao menos diante dos tops.

Melhor no início, o brasileiro andou para frente e foi o agressor, causando mais danos e sobrando no quesito velocidade. No entanto, nas etapas seguintes, quando o ritmo diminuiu para ambos os competidores, a trocação franca encontrou no americano o atleta mais preparado e inteiro. Com golpes justos e contundentes, além de defesas de quedas precisas, Stephens garantiu o triunfo por decisão unânime ao obrigar o parceiro de treino de Zé Aldo a andar para trás com seguidas bombas certeiras no queixo. Resultado justo!

‘Lex Luthor’ superado

Embalado por uma sequência de três vitórias no UFC, Vitor ‘Lex Luthor’ Miranda via no duelo contra Chris Camozzi a chance de garantir uma vaga na lista dos top 15 da divisão peso-médio (84 kg). No entanto, o experiente americano soube anular milimetricamente seu jogo e garantiu vitória parcial em todos os rounds.

Melhor desde o início, Camozzi trocou de igual para igual com experiente kickboxer e sempre que pode clinchou, derrubou e trabalhou no ground and pound. A dinâmica se repetiu em todas as etapas e, a medida que a disputa avançava, o preparo físico do americano pesou a favor diante dos 37 anos do catarinense, que, guerreiro, terminou o confronto ensanguentado, mas sempre ofensivo. Esta foi a quinta derrota de Vitor que conta com um cartel de 12 vitórias no MMA profissional.

Acompanhe os resultados do UFC Las Vegas

Cody Garbrandt nocauteou Thomas Almeida no 1º assalto;
Jeremy Stephens venceu Renan ‘Barão’ por decisão unânime;
Rick Story venceu Tarec Saffiedine por decisão unânime;
Chris Camozzi venceu Vitor Miranda por decisão unânime;
Lorenz Larkin venceu Jorge Masvidal por decisão dividida;
Paul Felder venceu Josh Burkman por decisão unânime;
Sara McMann venceu Jessica Eye por decisão unânime;
Abel Trujillo venceu Jordan Rinaldi por decisão unânime;
Jake Collier nocauteou Alberto ‘Uda’ no 2º round;
Erik Koch finalizou Shane Campbell no 2º round;
Bryan Caraway venceu Aljamain Sterling por decisão dividida;
Adam Milstead nocauteou Chris De La Rocha.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo