Esporte

Fundador do extinto Pride aposta em novos ídolos para recriar o MMA no Japão

01/07/2016 11h37

Fedor lutou no primeiro evento do 'Novo Pride' - Divulgação

Fedor lutou no primeiro evento do ‘Novo Pride’ – Divulgação

Desde que o Pride foi comprado pelo UFC em 2008, os fãs japoneses ficaram carentes de um grande torneio de MMA e o esporte perdeu popularidade no país. No entanto, um velho conhecido desse mercado ainda acha que as coisas podem voltar a ser como eram. Para Nobuyuki Sakakibara, um dos fundadores e ex-presidente do extinto torneio adquirido pelo Ultimate, a forma de reverter esse quadro é criar novos ídolos para os fãs.

Em entrevista ao site ‘MMA Junkie’, Sakakibara analisou a situação e garantiu que o mercado japonês está apenas “adormecido”. De acordo com o dirigente, o MMA está carente de novos ídolos e o Japão de grandes eventos. E através do Rizin, novo torneio fundado em 2015 e chamado de ‘Novo Pride’ pelos fãs, o ‘cartola’ pretende “criar isso o mais rápido possível”.

“Primeiro nós temos que recriar o mercado japonês, que está adormecido atualmente. O mercado japonês não é muito grande mas também não é pequeno. Os fãs japoneses conhecem artes marciais muito bem. Eu posso abrir esse mercado mais uma vez no Japão. Não só o Rizin mas todos os torneios pelo mundo precisam de um novo ícone, uma nova estrela. Wanderlei Silva e Fedor Emelianenko são grandes nomes, mas precisamos criar novos heróis – mais jovens, mais agressivos, que despertem o interesse dos fãs. Temos que criar isso o mais rápido possível”, declarou.

Fundado em 2015 por Sakakibara, o Rizin contou com a presença da lenda do MMA Fedor Emelianenko em seu primeiro evento em dezembro passado. O próximo evento da organização, marcado para setembro próximo, terá Wanderlei Silva escalado para lutar no show.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo