Esporte

Gordinho do UFC deixa modéstia de lado: "Sabemos quem vai levantar público"

Josh Hedges/Zuffa LLC via Getty Images
Roy Nelson é um dos lutadores mais carismáticos do Ultimate Imagem: Josh Hedges/Zuffa LLC via Getty Images

Ag. Fight

05/07/2016 17h24

Uma das figuras mais carismáticas do Ultimate, Roy Nelson fará a segunda luta mais aguardada do UFC Fight Night 90, que acontecerá nesta quinta-feira (7) em Las Vegas (EUA) e onde ele terá pela frente Derrick Lewis, um dos raros bons nomes que surge na categoria dos pesados. O duelo deve atrair bastante atenção do público por se tratar de dois “gordinhos” que possuem a mão pesada. Mas Nelson acha muito mais do que isso.

Com a confiança lá em cima, o atual número 10 do ranking dos pesados do UFC, se gaba de ser um dos lutadores que a torcida mais se encanta em ver em ação. E, segundo ele, não fosse pelo fato de ter um cinturão em jogo na mesma noite, quem faria a luta principal do evento seria mais uma vez Roy Nelson.

“Sim, o único motivo que eu fui colocado no evento co-principal e não no principal é a disputa de cinturão. Mas todos nós sabemos quem é que vai levantar o público. Os fãs ficam empolgados toda vez que eu luto. Então não faz diferença quem eu vou enfrentar. Tudo depende se o outro cara vai lutar. E ele (Lewis) quando vai lutar parece o ‘Fedor Negro'”, afirmou o americano após o treino aberto desta terça, aproveitando para dar uma leve elogiada no adversário.

Por falar em Fedor Emelianenko, o russo considerado por muitos o melhor peso-pesado da história do MMA voltou a lutar recentemente e vem despertando o interesse de vários atletas. Não poderia ser diferente para Roy Nelson. O gordinho fanfarrão não perdeu a oportunidade de desafiar o ex-campeão do Pride e aproveitou também para colocar o ex-dono do cinturão do UFC Brock Lesnar no bolo.

“O Fedor com certeza deve estar na lista de todos os peso-pesados do mundo. Então, se eu tivesse a oportunidade eu enfrentaria ele. O Brock é outro”, garantiu em conversa com membros da imprensa em Las Vegas.

E quando se fala de Brock Lesnar para um atleta tão carismático como Roy Nelson, a pergunta sobre WWE (espécie de telecath norte-americano) fica praticamente certa. Essa possibilidade não foi afastada pelo barbudo. Seu problema maior seria o contrato que detém com o Ultimate, mas ele admitiu que pode falar com Dana White, presidente do UFC, sobre o tema.

“Eu adoraria participar do WWE, mas acho que nos nossos contratos não estamos autorizados a fazer isso. Poucos têm esse privilégio. Mas agora que muitos estão indo nessa direção, é capaz de eu também trilhar o mesmo caminho. Falo com o Dana se é possível”, concluiu.

A luta principal do UFC Fight Night 90, como disse Nelson, será uma disputa por cinturão. O brasileiro Raphael dos Anjos colocará seu título dos leves (70 kg) em jogo diante do americano Eddie Alvarez.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Esporte

Topo