Esporte

Jon Jones chora, pede desculpas e não consegue explicar doping

07/07/2016 09h53

Jon Jones negou ter usado qualquer substância ilegal - Diego Ribas

Jon Jones negou ter usado qualquer substância ilegal – Diego Ribas

Flagrado em um exame antidoping realizado no último dia 16 de junho, Jon Jones, campeão interino dos meio-pesados (93 kg) do UFC, foi retirado do card do show de número 200 na última quarta-feira (6) e se adiantou em programar uma coletiva de imprensa para dar a sua versão dos fatos logo pela manhã desta quinta, no Hotel Cassino MGM, em Las Vegas (EUA). E, de acordo com o atleta, que quase não segurou o choro diante dos jornalistas, não existe ainda um motivo claro sobre o resultado apresentado pela USADA (agência controladora do sistema antidopagem no evento).

Realizado em um período fora de competição, o teste não contemplava análises para o uso de ‘drogas recreativas’, como por exemplo maconha e cocaína. A última delas, por sinal, foi encontrada em um exame realizado no atleta no primeiro semestre do ano passado e deu início à uma espécie de inferno astral ao americano. Desde então, seguidos problemas com a Justiça Americana culminaram com a cassação do título.

“Quero começar me desculpando a todos os fãs que vieram para me apoiar no UFC 200. E, claro, todo o UFC e a Daniel Cormier. Sei que essa falta significa muito para ele, e para mim também, e não vai acontecer. Quero pedir desculpas. Estou muito triste por isso acontecer”, lamentou enquanto lutava contra suas próprias emoções.

O duelo contra Daniel Cormier, que estava programado para ser a atração principal deste sábado (9), valeria pela unificação dos títulos da categoria e seria a revanche da disputa realizada ainda em janeiro de 2015, e que foi vencida por Jones por pontos.

Acompanhado do empresário Malki Kawa, o lutador se limitou a dizer que foi pego de surpresa pela notícia e que ainda não tem de fato uma explicação para o que teria gerado o resultado positivo.

“Toda a situação é mesmo uma m… Machuca mesmo, não tenho ideia do que foi. Tenho tomado os mesmos suplementos por toda a minha carreira. Sigo contra qualquer substância ilegal para aumento de rendimento. Isso machuca mais do que qualquer outra coisa em minha carreira. Eu realmente não sei onde estou agora”, afirmou, antes de se retirar da coletiva e deixar o empresário a cargo de suprir qualquer dúvida da imprensa.

Por sua vez, Kawa garantiu que o atleta cedeu nova amostra do exame nesta manhã e que em todos os outros exames colhidos pela agência seu atleta passou de forma limpa, o que comprova a possibilidade de que algum erro ou falso positivo pudesse ter sido gerado.

Momentos mais tarde, ‘Bones’, já com os  olhos marejados, retornou à sala de imprensa e, voltando a pedir desculpas, afirmou que, apesar de não saber como lidar com a situação, vai voltar e “lutar” contra isso, característica que marcaria sua vida e carreira.

“Não tive a oportunidade de falar com Dana White. Liguei para o Lorenzo e garanti que não usei nada. Sei que nesse ponto tudo tem que ser registrado, mas eu realmente não acreditei nisso tudo . Nunca pensei que isso poderia acontecer. Nunca achei que me preocuparia com isso”, narrou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo