Esporte

Marreta relembra começo difícil e se coloca como "potência do MMA nacional"

Ag. Fight

08/07/2016 07h00

Marreta vem de quatro vitórias seguidas no Ultimate - Diego Ribas

Marreta vem de quatro vitórias seguidas no Ultimate – Diego Ribas

Aos 32 anos de idade, Thiago ‘Marreta’ vive o melhor momento de sua carreira profissional. Vindo de quatro vitórias seguidas, o peso-médio (84 kg) carioca aparece na 15ª colocação do ranking do Ultimate e fará parte do épico card do UFC 200, marcado para este sábado (9), em Las Vegas (EUA), onde medirá forças com Gegard Mousasi.

Em conversa com a Ag. Fight três dias antes do evento, o carioca relembrou o seu começo turbulento no maior torneio de MMA do mundo, quando foi finalizado por Cezar ‘Mutante’ no UFC 163. A ajuda de profissionais e a ida para os Estados Unidos foram fatores que ajudaram Marreta a superar o complicado começo para chegar ao atual patamar em que se encontra.

“Estreei com derrota para o Mutante e aquele foi meu maior momento de pressão. No UFC, quando você tem duas derrotas logo de cara pode ser mandado embora. Cheguei até a duvidar de mim mesmo, mas coloquei os pés no chão e recebi apoio dos meus familiares e treinadores para perceber que eu realmente sou uma potência do MMA nacional. Logo depois da minha derrota fui para a American Top Team e também tenho um psicanalista. Mas tenho uma mente muito boa. Apenas reforcei isso”, garantiu o brasileiro.

Apesar de autoproclamar como “potência do MMA nacional”, Marreta garantiu que não carrega consigo a pressão de carregar a nova geração de lutadores do Brasil. Pelo contrário, o carioca se mostrou feliz em poder participar de um evento tão grandioso como o UFC 200.

“Não me sinto pressionado. Meu foco é a vitória e a pressão que eu coloco em mim é aquela em todos os treinos. Depois que bater o peso é só alegria. É só colocar em prática tudo o que treinei no dia a dia. Procuro oportunidades como essa. O evento é grande e o Mousasi é um grande nome. Procuro não absorver tudo isso e não sentir a pressão. Estou feliz pela oportunidade. É a felicidade que eu deixo fluir. Estou no UFC 200 e enfrentando o oitavo do ranking. É com essa felicidade que vou entrar no cage no sábado”, afirmou.

De fato, apesar de ter 30 anos e ser mais novo que Marreta, Mousasi é bem mais experiente na profissão. O iraniano já realizou mais de 40 lutas e conta com um cartel de 38 vitórias, seis derrotas e dois empates. Já Marreta tem 13 triunfos e três reveses.

O UFC 200 teria Daniel Cormier e Jon Jones na luta principal, mas Bones foi flagrado no doping e retirado do card. Com isso, Brock Lesnar e Mark Hunt foram alçados ao main event da noite.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo