Topo

Esporte

Com alunos no UFC, Renzo Gracie se recusa a escolher entre brasileiros e gringos

09/07/2016 11h00

Renzo Gracie é um dos maiores treinadores de jiu-jitsu da atualidade - Diego Ribas

Renzo Gracie é um dos maiores treinadores de jiu-jitsu da atualidade – Diego Ribas

Renzo Gracie está dividido. De um lado, seus alunos. Do outro, seus compatriotas. Para quem torcer, eis a questão? É nessa situação em que se encontrava o brasileiro diante do duelo entre Eddie Alvarez e Rafael dos Anjos – vencido pelo americano na última quinta – e ainda se vê com relação ao combate entre Frankie Edgar e José Aldo, a ser realizado neste sábado (9). E para não tomar nenhum partido, o veterano decidiu não escolher um lado para torcer.

Treinador de Ricardo ‘Cachorrão’ e de Roberto ‘Gordo’ – o primeiro treina Alvarez e Edgar, enquanto o segundo RDA -, Renzo deixou claro que enxerga todos como seus alunos. Em conversa com jornalistas na última quarta-feira (6), o veterano exaltou a quantidade de atletas especializados no jiu-jitsu no evento e revelou que não tem torcida nos duelos pois, na sua opinião, nacionalidade não importa, principalmente para os praticantes de jiu-jitsu que acabam incorporando um pequeno pedaço da cultura brasileira.

“Cara, o pior de tudo é que os dois são meus alunos. E o Rafael dos Anjos aprendeu com o 'Gordo' que é meu aluno. Então, no final das contas, só tem jiu-jitsu nesse evento. E no momento que um aluno nosso, que representa o jiu-jitsu, está lá no octógono, não importa a nacionalidade. Ali não exista status social, cor de pele e religião. Todos ali dentro tem um pouco de Brasil no coração, ainda mais os que aprendem comigo”, declarou.

Aos 49 anos de idade, Renzo Gracie é faixa-preta de jiu-jitsu 7° grau. No MMA, o brasileiro colecionou na carreira um cartel com 13 vitórias, sete derrotas e um empate.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte