Esporte

Com discurso de Spider, Minotauro iguala feito de Royce Gracie no Hall da Fama do UFC

10/07/2016 14h57

Minotauro agora é o mais novo integrante do Hall da Fama do UFC

Minotauro agora é o mais novo integrante do Hall da Fama do UFC – Diego Ribas/AG Fight

Em cerimônia realizada neste domingo (10), na cidade de Las Vegas (EUA), o peso-pesado (120 kg) brasileiro Rodrigo ‘Minotauro’ foi introduzido no Hall da Fama do UFC. Ex-dono do cinturão interino do evento e campeão por anos do Pride, o baiano fez discurso emocionado.

Aposentado em agosto do ano passado após ser derrotado por Stefan Struve, Minotauro se tornou o primeiro brasileiro a fazer parte do grupo após a indicação de Royce Gracie, vencedor das primeiras edições do show.

“Entrar no Hall da Fama significa muito para mim, porque estou no mesmo lugar que Royce Gracie, meu grande ídolo. Venci no jiu-jitsu  e depois no MMA, mas minha grande luta foi quando criança, fui atropelado por um caminhão”, relembrou o peso-pesado, antes de eleger suas duas disputas mais importantes.“Fiz duas lutas muito importantes. Mirko ‘Cro Cop’, quando eu estava perdendo e voltei a vencer. Estava machucado. Depois dessa, eu ainda enfrentei Tim Sylvia e me tornei um campeão do UFC. Mas tem uma luta que não posso esquecer, quando venci Bob Sapp. Todo dia quando acordo eu sinto dores no pescoço por isso ”, brincou o atleta que foi anunciado por um emocionado discurso do amigo Anderson Silva.“Eu não estaria aqui sem ele. Ele mudou a minha vida. Eu estava nas sombras e ele me deu luz”, narrou o Spider.Grande CerimôniaNa mesma tarde, outros quatro nomes foram introduzidos ao seleto grupo dos ‘imortais’ do MMA. Na categoria ‘Lutas Históricas’, a emoção tomou conta quando o veterano Mark Coleman, já pertencente ao grupo, foi anunciado ao lado de Pete Williams como protagonista do duelo que marcou o UFC 17, no ano de 1998.A disputa terminou em um belo nocaute a favor de Williams, que com um chute alto imortalizou o golpe que deu cabo ao então lutador mais temido do mundo no MMA.

“Agradeço ao UFC por tudo e por tomar conta de mim até hoje. Não preciso citar nomes, porque eles sabem quem são. Fico muito feliz por ser indicado pela segunda vez para o Hall da Fama”, agradeceu Coleman, antes de prestar homenagem ao falecido Kevin Randleman e pedir que o amigo também seja incluído no grupo.

Como um dos ‘pioneiros’ do esporte, o veterano Don Frye, vencedor de dois torneios nos primórdios do UFC, também garantiu seu lugar ao Sol no seleto grupo. Em anúncio divertido, seu ex-parceiro de treino e também membro do Hall da Fama, Dan Severn relembrou dos primeiros passos da carreira do amigo, que discursou em seguida.

“Eu estava assistindo a TV e me vi ao lado do Dan Seevern e eles estavam falando sobre o Hall fda Fama. Mas ele já está no grupo. ‘Será que esses idiotas não conversam entre si?”, pensei. Mas depois mostraram lutas minhas e eu percebi que deveria ser eu ”, narrou Frye.

Por fim, Bob Meyrowitz, co-fundador do UFC, agora faz parte do grupo dos ‘contribuidores’ que ajudaram a transformar o antigo vale-tudo no MMA, o esporte que mais cresce no mundo.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo