Esporte

José Aldo revela como sua estratégia frustou Frankie Edgar no UFC 200

10/07/2016 13h00

José Aldo recuperou o cinturão dos pesos-penas (66 kg) após vencer a revanche contra Frankie Edgar - Rigel Salazar

Aldo recuperou o cinturão dos pesos-penas (66 kg) após vencer Frankie Edgar – Rigel Salazar

Quem está acostumado a acompanhar as performances ofensivas de José Aldo no octógono estranhou até certo momento a postura do lutador durante o combate contra Frankie Edgar, realizado no último sábado (9). Mais calmo e mais cuidadoso nas atitudes, o brasileiro praticamente não fez uso de seus famosos chutes baixos que já lhe garantiram nocautes no MMA. E antes que isso gerasse dúvidas nos fãs do esporte, o brasileiro explicou porque não usou uma das suas armas mais fatais no UFC 200.

Na entrevista coletiva realizada após a luta, José Aldo esclareceu o que todo mundo queria saber. A falta dos chutes não passou de uma estratégia muito bem estruturada para confundir Edgar, que justamente por já ter enfrentado o atleta da Nova União anos atrás, e sofrido com os golpes, deveria estar treinado para contra atacar no exato momento.

“Com certeza, ele tinha treinado para isso. Tanto para os meus chutes quanto para o meu jab que eu fiz bastante na primeira luta, então ele estava esperando por isso. Ele queria contra-golpear por cima do meu chute. Então eu segurei minhas pernas e fiquei tentando confundir a cabeça dele com as minhas mãos para quando eu tivesse a oportunidade, eu chutar. Eu acho que eu dei uns três chutes só, mas eu tava bem. Era visível que ele estava preparado e esperando meus chutes, por isso eu me segurei”, revelou.

José Aldo utilizou bastante as mãos no combate e mostrou toda a sua habilidade no boxe. Percebendo a desvantagem na contagem dos pontos ao longo dos rounds, Edgar até tentou levar a luta para o chão, mas esse não era o jogo que o brasileiro queria e todas as tentativas foram frustradas.

Mesmo sem terminar com os tradicionais nocautes plásticos que encantam os fãs do esporte, José Aldo mostrou bom desempenho no octógono. Depois de lutar os cinco rounds em trocação pura com o adversário, o brasileiro saiu vitorioso na decisão dos juízes e conseguiu trazer o cinturão de volta para o Brasil.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo