Esporte

Semana do UFC 200 quebra recordes, mas não os de McGregor

Rigel Salazar/ Ag Fight
Imagem: Rigel Salazar/ Ag Fight

Ag. Fight

13/07/2016 14h32

Após uma semana que movimentou o mundo da luta com três eventos do Ultimate em Las Vegas (EUA), o maior torneio de MMA do planeta soltou uma bomba para os seus fãs: em negociação que bateu a casa dos R$ 13,2 bilhões (4 bilhões de dólares), o UFC foi adquirido pela empresa americana WME-IMG. E com a mudança na alta cúpula da organização, diversos atletas correram para as redes sociais e se manifestaram sobre a venda do torneio - Diego Ribas

UFC bate recordes de audiência na semana do evento de número 200 – Diego Ribas

Como já era esperado pelos organizadores, a semana do UFC 200 foi um grande marco para a televisão americana. Os números impressionaram e alguns recordes foram batidos. A semana foi tão forte que, além das audiências captadas durante a exibição dos eventos, também foram registradas altas de visualizações para o reality The Ultimate Fighter.

O card preliminar do UFC 200, liderado pela luta entre Julianna Peña e Cat Zingano, atingiu a marca de 1,786,000 de telespectadores. Esse número foi o terceiro maior da história dos preliminares desde que o contrato com a Fox Sports entrou em vigor nos EUA, perdendo apenas para o UFC 194 e o UFC 196, que tiveram o irlandês Conor McGregor atuando na luta principal. E a audiência só não foi maior porque o show começou a ser transmitido com 32 minutos de atraso por conta do jogo de baseball entre New York Yankees x Cleveland Indians, .

Com esse atraso, luta entre Sage Northcutt contra Enrique Marin também passou no Fox Sports 2 e contou com cerca de 582,000 pessoas assistindo, tornando-se a mais vista da história do canal. Vale lembrar que esse canal está disponível somente em menos da metade das casas com TV a cabo do país e mesmo assim atingiu o ranking dos 10 canais mais assistidos da TV paga no momento.

Outra marca colecionada durante a semana foi na final do TUF 23, que aconteceu na sexta-feira (8). O evento teve uma média de 1,086,000 visualizações, conquistando seu pico de audiência durante a luta principal realizada pelas atletas Joanna Jedrzejczyk e Claudia Gadelha, quando bateu 1,325,000 de telespectadores. Esse foi o maior número já atingido por uma final do reality show desde a temporada de 2013, quando teve Ronda Rousey e Miesha Tate como técnicas.

Geralmente, os números contabilizados durante os cards preliminares são importantes para dar uma estimativa da quantidade de pay-per-views que vão ser vendidos até o final do evento. Apesar de ajudarem na estimativa, não dá para saber o quão boas foram as vendas apenas com essa estatística. Essa tática de contagem ainda não é confiável o suficiente para saber se o show foi bom ao ponto de bater os recordes de visualizações.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo